Lesão retira Pietro Pellegri, de 17 anos, da convocatória de Itália

O avançado do Mónaco abandonou esta segunda-feira o estágio da seleção italiana devido a lesão, falhando os jogos frente a Polónia e Portugal, da Liga das Nações.

Pellegri trazia um toque depois de ter atuado na derrota do Mónaco, de Leonardo Jardim, frente ao Marselha (3-2), no domingo, e foi esta segunda-feira avaliado em Coverciano, no centro de estágios dos italianos, em Florença.

O jovem avançado vai falhar os jogos de Itália na Liga das Nações, na sexta-feira frente à Polónia, e em 10 de setembro diante de Portugal, depois de ser a principal novidade da lista de Roberto Mancini.

Estreou-se na Liga italiana, pelo Génova, com 15 anos e 280 dias, o mais jovem registo da competição a par de Amedeo Amadei, que o tinha conseguido em 1937.

Ao marcar no campeonato, tornou-se o primeiro jogador nascido no século XXI a consegui-lo, um feito que viria a repetir pelo Mónaco na Liga francesa.

Ler mais

Exclusivos

Premium

João Almeida Moreira

Bolsonaro, curiosidade ou fúria

Perante um fenómeno que nos pareça ultrajante podemos ter uma de duas atitudes: ficar furiosos ou curiosos. Como a fúria é o menos produtivo dos sentimentos, optemos por experimentar curiosidade pela ascensão de Jair Bolsonaro, o candidato de extrema-direita do PSL em quem um em cada três eleitores brasileiros vota, segundo sondagem de segunda-feira do banco BTG Pactual e do Instituto FSB, apesar do seu passado (e presente) machista, xenófobo e homofóbico.