José Mourinho humilhado em casa pelo Tottenham

O Manchester United foi derrotado por 3-0. E vão duas derrotas consecutivas para o treinador português que no final ficou muito tempo a bater palmas ao público de Old Trafford. Foi o pior desaire caseiro na carreira do setubalense

O Manchester United foi humilhado esta segunda-feira, em Old Trafford, pelo Tottenham, em jogo da 3ª jornada da Premier League. Esta foi a segunda derrota consecutiva para a equipa de José Mourinho, depois de ter perdido em Brighton, por 3-2. E não foi uma derrota qualquer, foi a pior da sua longa carreira na condição de visitado.

Após uma primeira parte em que os red devils criaram as melhores oportunidades para marcar, os Spurs acabaram por chegar ao triunfo no segundo tempo, primeiro com um golo de Harry Kane e depois com um bis do brasileiro Lucas Moura, que acabou por ser a grande figura desta partida.

A crise no United agrava-se com esta derrota pesada, isto numa altura em que são várias as notícias que davam conta do mau estar entre José Mourinho e a direção do clube, mais concretamente o vice-presidente Ed Woodward.

Nas últimas semanas, foram várias as notícias que davam conta do mau estar entre os jogadores da equipa, tendo mesmo surgido notícias de que Zinedine Zidane poderia ser o próximo treinador do Manchester United, algo que foi negado por fonte do clube.

Com este resultado, o Tottenham junta-se ao grupo dos líderes da Premier League, do qual fazem parte Liverpool, Chelsea e Watford, todos com três vitórias em outros tantos jogos. O Manchester United soma apenas três pontos fruto do triunfo na primeira jornada, em casa, diante do Leicester, por 2-1. Consulte a classificação aqui.

Exclusivos

Premium

história

A América foi fundada também por angolanos

Faz hoje, 25 de agosto, exatos 400 anos que desembarcaram na América os primeiros negros. Eram angolanos os primeiros 20 africanos a chegar à América - a Jamestown, colónia inglesa acabada se ser fundada no que viria a ser o estado da Virgínia. O jornal The New York Times tem vindo a publicar uma série de peças jornalísticas, inseridas no Project 1619, dedicadas ao legado da escravatura nos Estados Unidos. Os 20 angolanos de Jamestown vinham num navio negreiro espanhol, a caminho das minas de prata do México; o barco foi apresado por piratas ingleses e levados para a nova Jamestown. O destino dos angolanos acabou por ser igual ao de muitos colonos ingleses: primeiro obrigados a trabalhar como contratados e, ao fim de alguns anos, livres e, por vezes, donos de plantações. Passados sete anos, em 1626, chegaram os primeiros 11 negros a Nova Iorque (então, Nova Amesterdão) - também eram angolanos. O Jornal de Angola publicou ontem um longo dossiê sobre estes acontecimentos que, a partir de uma das maiores tragédias da História moderna, a escravatura, acabaram por juntar o destino de dois países, Angola e Estados Unidos, de dois continentes distantes.