Jogador colombiano despedido por ter ido para o treino alcoolizado

Manga Escobar adormeceu no balneário em cima de uma maca enquanto os colegas treinavam. Clube obrigou-o a realizar um teste de alcoolemia... e deu positivo


Andrés Ramiro Escobar, conhecido por Manga, é um dos jogadores mais promissores a atuar no campeonato colombiano. Mas esta semana foi despedido pelo Deportes Tolima por ter ido para um treino embriagado. O presidente do clube não lhe perdoou e avançou imediatamente para a rescisão com justa causa.

"Estava a dormir no balneário durante um treino da equipa. Tiveram que o acordar para realizar um teste de alcoolemia que deu obviamente positivo. Ele depois lá confessou com bebeu uns copitos. Mas fui obrigado a terminar o contrato com justa causa", reagiu Gabriel Camargo, presidente do Tolima, em declarações à imprensa colombiana.

"Estava mesmo embriagado, esteve mais de uma hora a dormir numa maca dentro do balneário. Tirámos fotos e tudo", prosseguiu o líder do clube, que ficou ainda irritado por o jogador lhe ter mentido. É que Manga disse que tinha saído para beber um copo com a mulher... mas o clube sabe que ela não estava na cidade.

Gabriel Camargo garante que ainda tentou que esta história não fosse tornada pública. "Pedimos-lhe que se desvinculasse por iniciativa própria do clube. Ele recusou e por isso fui obrigado a despedi-lo. A verdade é que ele nunca esteve envolvido com o clube. Era um jogador muito irresponsável", referiu, confessando que se arrepende de o ter contratado a meio do ano.