João Sousa segue para a 2.ª ronda do Open do Estados Unidos

Português bateu com facilidade o espanhol Marcel Granollers em três sets - 6-2, 6-2 e 6-3 - em pouco menos de duas horas. Põe um ponto final numa série de sete derrotas consecutivas.

Há dois meses que João Sousa não sabia o que era vencer um jogo no circuito de ténis profissional. Perdeu à primeira em Antalya, em Wimbledon, em Umag, em Gstaad, em Toronto, em Cincinatti e em Winston-Salem. Mas nesta terça-feira o português número 68 do mundo resolveu com facilidade o encontro da primeira ronda diante do espanhol Marcel Granollers, 107 da hierarquia. Em apenas três sets (6-2, 6-2 e 6-3) Sousa conseguiu obteve a qualificação.

O vimaranense atinge a segunda ronda do Open dos Estados Unidos pela quarta vez na carreira, tendo em 2013 e 2016 chegado mesmo ao terceiro encontro.

Na segunda ronda, Sousa vai defrontar o vencedor do duelo entre o tunisino Malek Jaziri (ranking 59) e o espanhol Pablo Carreno Busta (12).

Ler mais

Exclusivos

Premium

Nuno Artur Silva

Notícias da frente da guerra

Passaram cem anos do fim da Primeira Guerra Mundial. Foi a data do Armistício assinado entre os Aliados e o Império Alemão e do cessar-fogo na Frente Ocidental. As hostilidades continuaram ainda em outras regiões. Duas décadas depois, começava a Segunda Guerra Mundial, "um conflito militar global (...) Marcado por um número significativo de ataques contra civis, incluindo o Holocausto e a única vez em que armas nucleares foram utilizadas em combate, foi o conflito mais letal da história da humanidade, resultando entre 50 e mais de 70 milhões de mortes" (Wikipédia).