João Félix é o 40.º jogador lançado por Santos na seleção

Jovem benfiquista de 19 anos é titular esta quarta-feira no jogo com a Suíça, a contar para a Liga das Nações.

João Félix é o 40.º jogador a estrear-se na seleção pela mão de Fernando Santos, que assumiu o cargo de selecionador em outubro de 2014. O avançado do Benfica, de 19 anos, é titular esta quarta-feira contra a Suíça, no primeiro jogo da Liga das Nações. A partida desta noite pode ainda significar a estreia de mais um jogador, o avançado Diogo Jota, do Wolverhampton, que está no banco de suplentes. Mais difícil será a do guarda-redes José Sá, pela posição que ocupa.

O avançado benfiquista já tinha sido chamado na convocatória anterior por Fernando Santos, para os jogos com a Ucrânia e Sérvia, de apuramento para o Euro2020, mas acabou por não se estrear e foi dispensado devido a uma lesão.

Nascido em Viseu, e iniciado no futebol na escola '"Os Pestinhas", João Félix chegou à Luz em 2015/16, depois de dispensado pelo... FC Porto. Ao longo das duas últimas temporadas, Félix foi galgando etapas de afirmação. Em setembro de 2016, ainda no primeiro ano de júnior, tornou-se o mais jovem jogador a atuar pela equipa B do Benfica, com 16 anos e dez meses, num jogo da II Liga em Freamunde. Nessa mesma época, cinco meses depois, em fevereiro, acrescentou outro recorde precoce: o futebolista mais novo de sempre a marcar na II Liga, aos 17 anos, três meses e cinco dias, num jogo frente ao Académico de Viseu.

A estreia pela equipa principal do Benfica aconteceu nesta época, ainda sob a orientação de Rui Vitória, diante do Boavista, no Bessa, em jogo da segunda jornada da I Liga, quando entrou aos 88 minutos para o lugar de Cervi. Mas foi com Bruno Lage, a partir de janeiro, que assumiu um lugar de destaque na equipa que se sagrou campeã nacional. Terminou a época com um total de 43 jogos pelo Benfica em todas as competições e 20 golos marcados.

Antes de João Félix, estrearam-se na seleção nacional Hélder Costa (Wolverhampton), Pedro Mendes (Montpellier) e Cláudio Ramos (Tondela), que cumpriram a primeira internacionalização em 14 de outubro de 2019, num particular realizado na Escócia (3-1). E ainda o luso-brasileiro Dyego Sousa, já em março deste ano, diante da Ucrânia.

Lista dos 40 estreantes na era Fernando Santos:

11/10/2014 França (F), 1-2 Cedric e João Mário.
14/11/2014 Arménia (C), 1-0 Raphael Guerreiro.
18/11/2014 Argentina (N), 1-0 José Fonte, Tiago Gomes e Adrien Silva.
31/03/2015 Cabo Verde (C), 0-2 Anthony Lopes, André Pinto, Paulo Oliveira, Bernardo Silva, André André, Ukra e Danilo.
16/05/2015 Itália (N), 1-0 Daniel Carriço.
11/10/2015 Sérvia (F), 2-1 Nélson Semedo.
14/11/2015 Rússia (F), 0-1 Gonçalo Guedes, Ruben Neves, Lucas João e Ricardo Pereira.
25/03/2016 Bulgária (C), 1-0 Renato Sanches.
01/09/2016 Gibraltar (C), 5-0 André Silva e João Cancelo.
07/10/2016 Andorra (C), 6-0 Gelson Martins.
28/03/2017 Suécia (C), 2-3 Marafona.
10/11/2017 Arábia Saudita (C), 3-0 Bruma, Bruno Fernandes, Edgar Ié e Kévin Rodrigues.
14/11/2017 Estados Unidos (C), 1-1 Gonçalo Paciência, Ricardo Ferreira e Ronny Lopes.
26/03/2018 Holanda (N), 0-3 Mário Rui.
28/05/2018 Tunísia (N), 2-2 Rúben Dias.
06/09/2018 Croácia (C), 1-1 Sérgio Oliveira e Gedson Fernandes.
14/10/2018 Escócia (F), 0-1 Hélder Costa, Pedro Mendes e Cláudio Ramos.
22/03/2019 Ucrânia (C), 0-0 Dyego Sousa.
05/06/2019 Suíça (C), (?) João Félix.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Margarida Balseiro Lopes

Legalização do lobbying

No dia 7 de junho foi aprovada, na Assembleia da República, a legalização do lobbying. Esta regulamentação possibilitará a participação dos cidadãos e das empresas nos processos de formação das decisões públicas, algo fundamental num Estado de direito democrático. Além dos efeitos práticos que terá o controlo desta atividade, a aprovação desta lei traz uma mensagem muito importante para a sociedade: a de que também a classe política está empenhada em aumentar a transparência e em restaurar a confiança dos cidadãos no poder político.