Jesus estreia-se oficialmente pelo Flamengo com um empate

O treinador português estreou-se na madrugada esta quinta-feira pelo mengão, em jogos oficiais, com um empate 1-1 no reduto do Athletico Paranaense, em encontro da primeira mão dos quartos de final da Copa do Brasil.

Um mês e nove dias após ter sido confirmado como técnico do Fla, Jesus conseguiu um resultado positivo, graças a um tento do ex-avançado benfiquista Gabriel Barbosa, vulgo Gabigol, apontado na segunda parte, aos 65 minutos.

A formação da casa adiantou-se no marcador pouco após o intervalo, aos 50 minutos, com um tento de Leo Pereira.

Na estreia, Jesus fez alinhar Rodinei, Léo Duarte, Rodrigo Caio e René, à frente de Diego Alves, um meio-campo com Willian Arão e Gustavo Cuéllar, ao meio, e Vitinho e De Arrascaeta, nos extremos, e os avançados Gabigol e Bruno Henrique.

Aos 64 minutos, o ex-portista Diego e Everton Ribeiro substituíram Vitinho e Cuéllar, com um golo a aparecer no minuto seguinte, para, aos 82, Bruno Henrique ceder o lugar a Piris.

Na Copa do Brasil, o Flamengo, que recebe o Athletico Paranaense na quarta-feira, já tinha eliminado o Corinthians, nos oitavos de final, com dois triunfos por 1-0.

Questionado por agitação no banco

"Não saio satisfeito com o empate, mas na primeira parte da eliminatória é um resultado que serve mais ao Flamengo. Viemos com uma ideia de jogo para poder disputar aqui e ganhar. Adotámos um sistema de jogo com muita autoridade e focado nas saídas do Bruno (Henrique) e do Gabi [Gabigol]. Falta ainda um jogo e teoricamente foi um resultado melhor para o Flamengo", afirmou Jorge Jesus em conferência de imprensa, acerca do encontro da madrugada desta quinta-feira.

O treinador português foi questionado pela agitação que revelou na sua zona técnica ao longo da partida pelos jornalistas brasileiros. "É a minha forma de estar no jogo. Eu acho que antecipo as coisas antes delas acontecerem. Na tentativa da ideia que tenho para a equipa, com e sem a bola, é tentar que os jogadores estejam sempre bem posicionados. É a maneira de ajudar para que todos os jogadores estejam ajustados como treinamos", explicou o técnico amadorense.

Apesar de não ter vencido, Jesus considerou que a equipa do Flamengo "se comportou bem" e realçou que o golo dos cariocas foi de bola parada, onde "geralmente" as equipas do português se "comportam bem".

Estreia no Brasileirão no domingo

Em relação ao campeonato, os cariocas seguem, após nove jornadas, no terceiro posto, com 17 pontos, contra 20 do Santos, segundo, e 25 do líder e campeão Palmeiras. A estreia de Jesus no Brasileirão está marcada para domingo, com a receção ao Goiás.

Na Taça dos Libertadores, o conjunto carioca qualificou-se para os oitavos de final, fase em que vai defrontar o Emelec, com primeira mão em 24 de julho, no Equador, e segunda uma semana depois, em 31, no Estádio Maracanã, no Brasil.

Jorge Jesus, de 64 anos, está a cumprir a sua segunda experiência no estrangeiro, depois de pouco mais de meio ano (05 de junho de 2018 a 30 de janeiro de 2019) no Al Hilal, ao comando do qual conquistou a Supertaça da Arábia Saudita.

Antes, em Portugal, de 1989/90 a 2017/18, orientou Amora, Felgueiras, União da Madeira, Estrela da Amadora, Vitória de Setúbal, Vitória de Guimarães, Moreirense, União de Leiria, Belenenses, Sporting de Braga, Benfica e Sporting.

Destaque para os 10 títulos como treinador dos encarnados, entre 2009/10 e 2014/15, nomeadamente três campeões, uma Taça de Portugal, cinco edições da Taça da Liga e uma Supertaça, sendo que, pelos leões, somou uma Taça da Liga e uma Supertaça.

Exclusivos