Imprensa espanhola perguntou por ele e Coentrão reagiu

Lateral esquerdo fez uma publicação no Instagram, mais de dois meses depois de ter utilizado as redes sociais pela última vez, no dia em que o As questionou o paradeiro dele

No dia em que o diário desportivo espanhol As utilizou o título "Procura-se Fábio Coentrão" para abordar o desaparecimento do lateral esquerdo, cujo futuro está indefinido e que ainda não apareceu no centro de estágios do Real Madrid, o internacional português reagiu através das redes sociais, 62 dias depois de ter feito a última publicação.

O jogador de 30 anos, que na última temporada esteve emprestado ao Sporting, colocou nessa plataforma duas fotografias em que aparece a treinar sozinho, com bola, num relvado e trajado à Real Madrid.

A última vez que Fábio Coentrão apareceu em público foi a 20 de maio, dia da final da Taça de Portugal perdida pelo Sporting diante do Desportivo das Aves (1-2).

Ler mais

Exclusivos

Premium

Pedro Lains

Compreender Marques Mendes

Em Portugal, há recorrentemente espaço televisivo para políticos no activo comentarem notícias generalistas, uma especificidade no mundo desenvolvido. Trata-se de uma original mistura entre comentário político e espaço noticioso. Foquemos o caso mais saliente dos dias que correm para tentar perceber a razão dessa peculiaridade nacional. A conclusão é que ela não decorre da ignorância das audiências, da falta de especialistas sobre os temas comentados, ou da inexistência de jornalistas capazes. A principal razão é que este tipo de comentário serve acima de tudo uma forma de fazer política.