Portugal já assegurou quartos do Europeu de hóquei em patins

Goleada da França à Áustria (14-3) permite ao conjunto orientado por Luís Sénica seguir em frente sem jogar

A seleção portuguesa de hóquei em patins garantiu esta terça-feira, matematicamente, um lugar nos quartos de final da 53.ª edição do Europeu de hóquei em patins, face ao triunfo da França sobre a Áustria, na Corunha, em Espanha.

No embate de abertura da terceira jornada do Grupo A, na qual Portugal folga, os gauleses, que também garantiram um lugar nos 'quartos', conseguiram o segundo triunfo, ao golearem por 14-3 os austríacos, que averbaram o segundo desaire.

Na tabela, Portugal e a França somam seis pontos, contra três da Suíça, enquanto Áustria e Andorra continuam a zero, numa altura em que todas as equipas disputaram dois jogos. Ainda esta terça-feira, a Suíça defronta Andorra.

Os quatro primeiros classificados de cada um dos dois agrupamentos da primeira fase seguem para os quartos de final, que se realizam na sexta-feira.

Ler mais

Premium

Ricardo Paes Mamede

A "taxa Robles" e a desqualificação do debate político

A proposta de criação de uma taxa sobre especulação imobiliária, anunciada pelo Bloco de Esquerda (BE) a 9 de setembro, animou os jornais, televisões e redes sociais durante vários dias. Agora que as atenções já se viraram para outras polémicas, vale a pena revistar o debate público sobre a "taxa Robles" e constatar o que ela nos diz sobre a desqualificação da disputa partidária em Portugal nos dias que correm.

Premium

Rosália Amorim

Crédito: teremos aprendido a lição?

Crédito para a habitação, crédito para o carro, crédito para as obras, crédito para as férias, crédito para tudo... Foi assim a vida de muitos portugueses antes da crise, a contrair crédito sobre crédito. Particulares e também os bancos (que facilitaram demais) ficaram com culpas no cartório. A pergunta que vale a pena fazer hoje é se, depois da crise e da intervenção da troika, a realidade terá mudado assim tanto? Parece que não. Hoje não é só o Estado que está sobre-endividado, mas são também os privados, quer as empresas quer os particulares.