Herrera: "Não imagino outra coisa que não seja subir as escadas e erguer a Taça"

Capitão do FC Porto falou à Federação Portuguesa de Futebol sobre o jogo com o Sporting, sábado, no Estádio Nacional, às 17.15.

Herrera quer conquistar a Taça de Portugal e despedir-se do FC Porto em grande. " Para nós é uma final muito importante, o último jogo da época e queremos ir descansar felizes, com mais um título para o clube e para as nossas carreiras. Vamos abordá-la com a maior seriedade, que é como se deve enfrentar uma final: preparados para competir ao máximo e para ganhar", avisou o capitão portista, que fará o último jogo pelo FC Porto no Jamor..

Sporting e FC Porto já se encontraram três vezes esta temporada. Na última jornada do campeonato, o FC Porto venceu, em casa, por 2-1. No entanto, o Sporting já bateu a equipa portista numa final, em janeiro, na Taça da Liga. "Obviamente, sabemos da importância que tem uma final, para mais diante de um rival. O facto de termos perdido a última decisão com eles não muda nada. Não vemos este jogo como uma desforra, nem como a possibilidade de tirar uma espinha atravessada. No futebol há segundas oportunidades, e esta é uma nova hipótese de ganhar um título, seja qual for o rival. Neste caso é o Sporting, e vamos tentar ganhar-lhes, só isso", avisou o mexicano em declarações à Federação Portuguesa de Futebol.

Este ano assinalam-se o 80.º aniversário da primeira final da Taça e o 75.º da inauguração do estádio do Jamor. E Herrera tem "noção da mística" do Estádio Nacional: "Isso é uma coisa que se transmite a qualquer jogador que chega ao futebol português. Não é uma Taça para se jogar de forma descontraída, sabemos da importância desta decisão. Neste caso, temos novamente a oportunidade de estar neste palco, e sendo uma data redonda a única coisa em que podemos estar focados é em jogar com a máxima seriedade e intensidade, mostrarmo-nos à altura do aniversário, de uma decisão tão importante em Portugal e do último jogo de uma temporada em que fizemos uma grande campanha. Por tudo isso, seria muito bonito podermos trazer a Taça para casa."