Aumentam para 38 as estreias na era Santos

O jogador do Wolverhampton foi titular e assinalou a sua primeira internacionalização com um golo à Escócia. O defesa do Montpellier e o guarda-redes do Tondela entraram na segunda parte

O extremo Hélder Costa, jogador do Wolverhampton, o defesa Pedro Mendes, do Montpellier, e o guarda-redes Cláudio Ramos, do Tondela, tornaram-se este domingo, no particular com a Escócia, em Glasgow, que Portugal venceu por 3-1, nas mais recentes estreias de Fernando Santos na seleção principal de Portugal, aumentando para 38 os jogadores que se tornaram internacionais pela mão do engenheiro, desde que se tornou selecionador em setembro de 2014.

Hélder Costa, de 24 anos, que foi formado no Benfica, foi titular e não poda ter tido uma melhor estreia, pois foi o autor do primeiro golo de Portugal. Já Pedro Mendes entrou durante a segunda parte, tal como o guarda-redes Cláudio Ramos, que entrou para o lugar de Beto.


Estes três jogadores sucedem ao benfiquista Gedson Fernandes e ao portista Sérgio Oliveira, que até este domingo tinham sido os últimos estreantes. Os médios de Benfica e FC Porto cumpriram o primeiro jogo como internacionais A a 6 de setembro, no particular como a vice-campeã mundial Croácia, no Algarve (1-1).

Ainda em 2018, estrearam-se o central benfiquista Ruben Dias, diante da Tunísia (2-2), em 28 de maio, e o lateral esquerdo Mário Rui, na Holanda (0-3), em 26 de março.

Este lote de estreantes começou a ser construído logo no primeiro encontro de Fernando Santos, em 11 de outubro de 2014, num particular com a França, em que o então novo selecionador luso fez alinhar Cédric e João Mário.

Ainda no ano de 2014, também Raphaël Guerreiro, Adrien Silva, José Fonte e Tiago Gomes foram promovidos a internacionais A.

A lista teve, depois, um aumento substancial com o particular com Cabo Verde, em 2015, com Fernando Santos a fazer alinhar pela primeira vez Anthony Lopes, André Pinto, Paulo Oliveira, Bernardo Silva, André André, Ukra e Danilo.

Seguiram-se, ainda no mesmo ano, Daniel Carriço, Nélson Semedo, Gonçalo Guedes, Lucas João, Ricardo Pereira e Rúben Neves.

Em 2016, ano em que Portugal conquistou o histórico Europeu, foi a vez do 'miúdo' Renato Sanches, André Silva, João Cancelo e Gelson Martins.

No ano passado, tornaram-se internacionais A Marafona, perante a Suécia, Bruma, Bruno Fernandes, Edgar Ié e Kévin Rodrigues, face à Arábia Saudita, e Gonçalo Paciência, Ricardo Ferreira e Rony Lopes, frente aos Estados Unidos.

Lista dos 38 estreantes na era Fernando Santos:

11/10/2014 França (F), 1-2 Cedric e João Mário.
14/11/2014 Arménia (C), 1-0 Raphael Guerreiro.
18/11/2014 Argentina (N), 1-0 José Fonte, Tiago Gomes e Adrien Silva.
31/03/2015 Cabo Verde (C), 0-2 Anthony Lopes, André Pinto, Paulo Oliveira, Bernardo Silva, André André, Ukra e Danilo.
16/05/2015 Itália (N), 1-0 Daniel Carriço.
11/10/2015 Sérvia (F), 2-1 Nélson Semedo.
14/11/2015 Rússia (F), 0-1 Gonçalo Guedes, Ruben Neves, Lucas João e Ricardo Pereira.
25/03/2016 Bulgária (C), 1-0 Renato Sanches.
01/09/2016 Gibraltar (C), 5-0 André Silva e João Cancelo.
07/10/2016 Andorra (C), 6-0 Gelson Martins.
28/03/2017 Suécia (C), 2-3 Marafona.
10/11/2017 Arábia Saudita (C), 3-0 Bruma, Bruno Fernandes, Edgar Ié e Kévin Rodrigues.
14/11/2017 Estados Unidos (C), 1-1 Gonçalo Paciência, Ricardo Ferreira e Ronny Lopes.
26/03/2018 Holanda (N), 0-3 Mário Rui.
28/05/2018 Tunísia (N), 2-2 Rúben Dias.
06/09/2018 Croácia (C), 1-1 Sérgio Oliveira e Gedson Fernandes.
14/10/2018 Escócia (F), 0-1 Hélder Costa, Pedro Mendes e Cláudio Ramos.

Ler mais

Exclusivos