Hamilton vence Grande Prémio de Itália e aumenta vantagem no Mundial

O piloto britânico da Mercedes tem agora 30 pontos de vantagem sobre Sebastian Vettel (Ferrari)

O britânico Lewis Hamilton (Mercedes) venceu este domingo o Grande Prémio de Itália de Fórmula 1, em Monza, e aumentou a sua vantagem na liderança do campeonato do mundo, após 14 provas.

Hamilton, campeão do mundo em 2008, 2014, 2015 e 2017, cumpriu as 53 voltas ao circuito italiano em 1:16.54,484 horas, à frente dos finlandeses Kimi Raikkonen (Ferrari), que partiu da pole position, e Valtteri Bottas (Mercedes), segundo e terceiro classificados, a 8,705 e 14,066 segundos, respetivamente.

Com o sexto triunfo no ano e quinto em Monza, o britânico, que arrancou da terceira posição da grelha de partida, soma 256 pontos, mais 30 do que o alemão Sebastian Vettel (Ferrari), que terminou no quarto lugar, depois de ter sido relegado para a 18.ª posição na primeira volta na sequência de um toque com Hamilton.

Na classificação de construtores, a Mercedes lidera com 415 pontos, seguida da Ferrari, que conta 390, e da Red Bull, com 248.

Veja aqui a classificação do Mundial de pilotos de Fórmula 1

Ler mais

Exclusivos

Premium

João Almeida Moreira

Bolsonaro, curiosidade ou fúria

Perante um fenómeno que nos pareça ultrajante podemos ter uma de duas atitudes: ficar furiosos ou curiosos. Como a fúria é o menos produtivo dos sentimentos, optemos por experimentar curiosidade pela ascensão de Jair Bolsonaro, o candidato de extrema-direita do PSL em quem um em cada três eleitores brasileiros vota, segundo sondagem de segunda-feira do banco BTG Pactual e do Instituto FSB, apesar do seu passado (e presente) machista, xenófobo e homofóbico.