Guarda-redes do Chelsea fica sem uma semana de salário

Kepa Arrizabalaga multado em cerca de 222 mil euros por ter recusado ser substituído na final da Taça da Liga com o Manchester City.

O Chelsea decidiu castigar o seu guarda-redes Kepa Arrizabalaga com o pagamento de uma multa correspondente a uma semana de salário, na sequência do incidente que protagonizou na final da Taça da Liga de domingo, em Wembley, que o clube londrino perdeu para o Manchester City no desempate por penáltis.

Nos instantes finais do prolongamento, o treinador Maurizio Sarri ordenou a sua substituição depois de Kepa ter recebido assistência médica por duas vezes. Contudo, o guarda-redes espanhol recusou-se a abandonar o relvado, alegando que estava bem e que não tinha qualquer limitação física. Isto para desespero do técnico italiano que pretendia colocar o suplente Willy Caballero para o desempate por penáltis

Kepa ficará agora sem receber uma semana de salário, o correspondente a 222 mil euros, apesar de já ter pedido desculpas públicas pelo que aconteceu, alegando que se tratou de "um mal entendido", embora tenha admitido que cometeu "um grande erro pela forma como lidou com a situação". Agora, a multa aplicada ao guarda-redes será doada à Fundação do Chelsea.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Saúde

Empresa de anestesista recebeu meio milhão de euros num ano

Há empresas (muitas vezes unipessoais) onde os anestesistas recebem o dobro do oferecido no Serviço Nacional de Saúde para prestarem serviços em hospitais públicos carenciados. Aquilo que a lei prevê como exceção funciona como regra em muitas unidades hospitalares. Ministério diz que médicos tarefeiros são recursos de "última instância" para "garantir a prestação de cuidados de saúde com qualidade a todos os portugueses".