Golo de Gelson Dala no último suspiro faz Rio Ave vencer o Portimonense

Os algarvios estiveram em vantagem, mas acabaram por perder em Vila do Conde depois de verem dois jogadores expulsos

O Rio Ave recebeu e venceu o Portimonense, por 2-1, numa partida emocionante e cheia de peripécias que foi resolvida pelos vilacondenses com um golo de Gelson Dala no último lance do jogo, numa altura em que os algarvios já jogavam com nove elementos devido às expulsões de Lucas Possignolo e Wilson Manafá.

A equipa de António Folha até começou melhor a partida, tendo chegado ao golo através de um cabeceamento de Dener, após um cruzamento de Bruno Tabata.

Respondeu o Rio Ave no segundo tempo, pois logo aos 48 minutos Gabrielzinho aproveitou um remate de Bruno Moreira que embateu em Rúben Fernandes para fazer o empate.

Os vilacondenses foram à procura do triunfo, mas encontraram resistência dos algarvios, que no entanto viram Lucas Possignolo ser expulso por travar Galeno à entrada da área quando o brasileiro se ia isolar. Inicialmente o árbitro Artur Soares Dias mandou marcar penálti, mas depois de consultar o VAR acabou por emendar a decisão.

Aos 87 minutos foi Wilson Manafá a receber ordem de expulsão, ao ver o segundo cartão amarelo por derrubar Galeno. O Rio Ave fez então um esforço final para chegar ao triunfo e acabou por ser premiado aos 90+6 minutos, quando Gelson Dala aproveitou uma perda de bola de Ewerton para bater o guarda-redes Ricardo Ferreira.

O Rio Ave somou assim a segunda vitória na I Liga, estando agora com sete pontos, enquanto o Portimonense, continua no penúltimo lugar com apenas um ponto.

Consulte aqui a classificação

FICHA DO JOGO

Estádio do Rio Ave FC, em Vila do Conde (2.000 espetadores)
Árbitro: Artur Soares Dias (Porto)

Rio Ave: Léo Jardim; Junio Rocha, Buatu, Borevkovic, Matheus Reis; Leandrinho (Jambor, 46), Tarantini (Diego Lopes, 80); Gelson Dala, Gabrielzinho, Galeno; Bruno Moreira (Vinícius, 70)
Treinador: José Gomes.

Portimonense: Ricardo Ferreira; Hackman, Lucas Possingolo, Rúben Ferreira, Wilson Manafá; Pedro Sá, Ewerton; Dener, Nakajima (Matheus Jesus, 88), Bruno Tabata (Rafael Barbosa, 77); Wellington (Felipe Macedo, 68)
Treinador: António Folha.

Cartão amarelo a Dener (12), Buatu (53), Wilson Manafá (55 e 87) e Gelson Dala (90+8).
Cartão vermelho a Lucas Possingolo (58) e Wilson Manafá (87)

Marcadores: 0-1, Wellington (24); 1-1, Gabrielzinho (48); 2-1, Gelson Dala (90+6)

Ler mais

Exclusivos

Premium

Rosália Amorim

"Sem emoção não há uma boa relação"

A frase calorosa é do primeiro-ministro António Costa, na visita oficial a Angola. Foi recebido com pompa e circunstância, por oito ministros e pelo governador do banco central e com honras de parada militar. Em África a simbologia desta grande receção foi marcante e é verdadeiramente importante. Angola demonstrou, para dentro e para fora, que Portugal continua a ser um parceiro importante. Ontem, o encontro previsto com João Lourenço foi igualmente simbólico e relevante para o futuro desta aliança estratégica.

Premium

Diário de Notícias

A ditadura em Espanha

A manchete deste dia 19 de setembro de 1923 fazia-se de notícias do país vizinho: a ditadura em Espanha. "Primo de Rivera propõe-se governar três meses", noticiava o DN, acrescentando que, "findo esse prazo, verá se a opinião pública o anima a organizar ministério constitucional". Explicava este jornal então que "o partido conservador condena o movimento e protesta contra as acusações que lhe são feitas pelo ditador".