Gedson, Sérgio Oliveira, Pedro Mendes e Cláudio Ramos em estreia pela seleção

Fernando Santos anunciou esta sexta-feira os convocados para os jogos com a Croácia (6 de setembro, 19.45, Estádio Algarve) e Itália (10 de setembro, 19.45, Luz)

As chamadas do guarda-redes Cláudio Ramos, do central Pedro Mendes e dos médios Gedson Fernandes e Sérgio Oliveira, que ainda não somaram qualquer internacionalização pela seleção nacional, são as principais novidades na lista de Fernando Santos para os jogos com a Croácia (6 de setembro, 19.45, Estádio Algarve) e Itália (10 de setembro, 19.45, Luz).

Cristiano Ronaldo ficou de fora da convocatória, que contempla os regressos de João Cancelo, Neto, Rúben Neves, Rony Lopes, Pizzi, Renato Sanches e Bruma, que falharam o Campeonato do Mundo.

"Vamos centrar-nos na fase de apuramento para o Euro 2020 a partir de março. Não vamos olhar para a Liga das Nações como uma prova que nos dê a qualificação para o Europeu", afirmou Fernando Santos, em conferência de imprensa.

"Acho que todas as equipas que participam na Liga das Nações vão querer sair vencedoras", acrescentou.

"Que eu saiba, ninguém se autoexclui da seleção", vincou Fernando Santos, quando questionado sobre as várias ausências de jogadores que estiveram no Mundial 2018.

Um dos estreantes, Pedro Mendes, rejubilou pela convocatória: "Muito feliz por fazer parte desta convocatória! Obrigado a todos aqueles que fazem parte do meu quotidiano permitindo-me evoluir e ajudar a realizar este sonho."

Os 24 convocados

Guarda-redes:

Beto (Goztepe)

Rui Patrício (Wolverhampton)

Cláudio Ramos (Tondela)

Defesas:

Cédric (Southampton)

Mário Rui (Nápoles)

Pepe (Besiktas)

Raphaël Guerreiro (Borussia Dortmund)

Rúben Dias (Benfica)

João Cancelo (Juventus)

Neto (Zenit)

Pedro Mendes (Montpellier)

Médios:

Bruno Fernandes (Sporting)

Gedson Fernandes (Benfica)

William Carvalho (Betis)

Pizzi (Benfica)

Rúben Neves (Wolverhampton)

Sérgio Oliveira (FC Porto)

Rony Lopes (Mónaco)

Renato Sanches (Bayern)

Avançados:

André Silva (Sevilha)

Bernardo Silva (Manchester City)

Gelson Martins (Atlético Madrid)

Gonçalo Guedes (Valencia)

Bruma (Leipzig)

Ler mais

Exclusivos

Premium

Nuno Artur Silva

Notícias da frente da guerra

Passaram cem anos do fim da Primeira Guerra Mundial. Foi a data do Armistício assinado entre os Aliados e o Império Alemão e do cessar-fogo na Frente Ocidental. As hostilidades continuaram ainda em outras regiões. Duas décadas depois, começava a Segunda Guerra Mundial, "um conflito militar global (...) Marcado por um número significativo de ataques contra civis, incluindo o Holocausto e a única vez em que armas nucleares foram utilizadas em combate, foi o conflito mais letal da história da humanidade, resultando entre 50 e mais de 70 milhões de mortes" (Wikipédia).

Premium

nuno camarneiro

Uma aldeia no centro da cidade

Os vizinhos conhecem-se pelos nomes, cultivam hortas e jardins comunitários, trocam móveis a que já não dão uso, organizam almoços, jogos de futebol e até magustos, como aconteceu no sábado passado. Não estou a descrever uma aldeia do Minho ou da Beira Baixa, tampouco uma comunidade hippie perdida na serra da Lousã, tudo isto acontece em plena Lisboa, numa rua com escadinhas que pertence ao Bairro dos Anjos.

Premium

Rui Pedro Tendinha

O João. Outra vez, o João Salaviza...

Foi neste fim de semana. Um fim de semana em que o cinema português foi notícia e ninguém reparou. Entre ex-presidentes de futebol a serem presos e desmentidos de fake news, parece que a vitória de Chuva É Cantoria na Aldeia dos Mortos, de Renée Nader Messora e João Salaviza, no Festival do Rio, e o anúncio da nomeação de Diamantino, de Daniel Schmidt e Gabriel Abrantes, nos European Film Awards, não deixou o espaço mediático curioso.