Frederico Varandas: "Ficaria muito contente se Bas Dost regressasse"

Candidato visou Carlos Vieira e disse que o team manager será um antigo jogador formado no Sporting e que se sagrou campeão em Alvalade

Para Frederico Varandas não importa quantas listas se submeterão ao crivo dos sócios leoninos a 8 de setembro. "Não sei se vão ser sete ou oito. Importante é que os sportinguistas percebam que esta é a candidatura. É indiferente serem sete ou oito, a nossa é forte", disse o médico antes de abordar supostas declarações de Carlos Vieira, que terá insinuado pressão de Frederico Varandas para que continue suspenso.

"Não tenho conhecimento jurídico, ele deve estar a falar de quando pedi para se demitirem, mas arrastaram o Sporting para a lama durante dois meses. Manobras de cosmética, dar o pino ou cambalhotas para trás não vale a pena. A partir daquele 20 de maio os membros do conselho diretivo tinham um só nome: Bruno de Carvalho. Não faço distinções entre nenhum deles", sustentou apoiado pelos aplausos dos apoiantes.

A finalizar, o candidato abordou o regresso de Bruno Fernandes e a possível marcha-atrás de Bas Dost: "O Bruno Fernandes deu um passo extremamente importante. Se Bas Dost o acompanhar é uma grande notícia para o Sporting. Vamos aguardar, ficaria muito contente se isso se confirmasse, é um excelente jogador e um excelente profissional."

Ler mais

Exclusivos

Premium

Nuno Artur Silva

Notícias da frente da guerra

Passaram cem anos do fim da Primeira Guerra Mundial. Foi a data do Armistício assinado entre os Aliados e o Império Alemão e do cessar-fogo na Frente Ocidental. As hostilidades continuaram ainda em outras regiões. Duas décadas depois, começava a Segunda Guerra Mundial, "um conflito militar global (...) Marcado por um número significativo de ataques contra civis, incluindo o Holocausto e a única vez em que armas nucleares foram utilizadas em combate, foi o conflito mais letal da história da humanidade, resultando entre 50 e mais de 70 milhões de mortes" (Wikipédia).