Fisco espanhol aceita acordo proposto por Ronaldo para pagar 19 milhões de euros

Além do valor proposto, o jogador que trocou o Real Madrid pela Juventus, assume culpa em quatro delitos e fica ainda com uma pena suspensa de dois anos

A agência tributária espanhola aceitou o acordo proposto por Cristiano Ronaldo ao fisco e ao estado espanhol, por delitos contra as finanças. Nesse sentido, o jogador que protagonizou a grande transferência deste verão até ao momento, trocando o Real Madrid pela Juventus, terá de pagar uma multa de quase 19 milhões de euros. Ronaldo foi ainda condenado a dois anos de prisão, pena que ficará suspensa caso o jogador reconheça a culpa em quatro delitos.

A garantia foi dada por fontes conhecedoras do processo à agência espanhola de notícias EFE, num acordo que permite a Ronaldo escapar a uma pena de prisão ao declara-se culpado de quatro delitos fiscais. O acordo entre a defesa do jogador e a acusação estava pendente do OK da agência tributária, que foi quem denunciou Ronaldo.

O internacional português estava acusado de quatro crimes fiscais contra a agência tributária espanhola cometidos entre 2011 e 2014, que suponham uma fraude de cerca de 15 milhões de euros. Os cerca de 19 milhões de euros que Ronaldo terá de pagar resultam de uma multa e ainda custos processuais.

Exclusivos