Fernando Santos: "Vamos resolver a questão no jogo com a Itália"

Apesar de o empate chegar para o apuramento para o play-off da Liga das Nações, o selecionador nacional garante que Portugal vai a Milão para ganhar

Fernando Santos garantiu que os regressos de José Fonte, Raphaël Guerreiro, André Gomes e João Mário à seleção nacional para os jogos com Itália e Polónia (a 17 e 20 de novembro respetivamente), decisivos para o apuramento para o play-off da Liga das Nações, não representam a chamada da artilharia pesada da equipa.

"Não tem nada a ver com isso. A equipa respondeu muito bem nos últimos jogos que realizámos, por isso estou muito satisfeito e desejo que continue a mostrar a mesma capacidade", disse o selecionador nacional, que apesar de bastar um empate frente aos italianos para garantir o apuramento deixou uma certeza: "Portugal jogou e jogará sempre para ganhar."

«A primeira frase que tive quando aqui cheguei foi ganhar. Esse é o objetivo, com a certeza que vamos defrontar uma grande equipa, em processo de crescimento, que nada tem a ver com a equipa que nos defrontou aqui", acrescentou. Fernando Santos lembra que a seleção de Itália tem agora "um perfil diferente", com "jogadores mais móveis" e com "outra dinâmica", resultado "da entrada do Verratti no meio-campo".

Apesar da subida de forma dos italianos, "Portugal terá de jogar na condição de ganhar, sob pena de se alterar esse padrão, correr o risco de não o poder fazer", sublinhou Fernando Santos que acredita que a equipa das quinas vai "resolver a questão no jogo com a Itália", que se realiza em Milão três dias antes da receção à Polónia, em Guimarães.

Exclusivos