Selecionador do Brasil convoca portista Felipe

Defesa pode, aos 29 anos, somar a primeira internacionalização pelo escrete canarinho. É o único futebolista a jogar em Portugal chamado por Tite e um dos 12 que não estiveram no Mundial 2018

O defesa central Felipe, do FC Porto, foi esta sexta-feira convocado pelo selecionador brasileiro de futebol, Tite, para os encontros particulares com Estados Unidos e El Salvador.

O defesa, de 29 anos, é um dos jogadores mais utilizados no FC Porto e pode somar a sua primeira internacionalização pelo escrete nos particulares com os norte-americanos, a 7 de setembro, e com El Salvador quatro dias mais tarde.

Felipe é um dos 12 jogadores chamados por Tite que não estiveram no Mundial 2018, juntamente com os guarda-redes Hugo (Flamengo) e Neto (Valência), os defesas Alex Sandro (Juventus), Dedé (Cruzeiro) e Fabinho (Liverpool), os médios Andreas Pereira (Manchester United), Arthur (Barcelona) e Lucas Paquetá (Flamengo), e os avançados Éverton (Grêmio) e Pedro (Fluminense).

Ler mais

Exclusivos

Premium

Rosália Amorim

"Sem emoção não há uma boa relação"

A frase calorosa é do primeiro-ministro António Costa, na visita oficial a Angola. Foi recebido com pompa e circunstância, por oito ministros e pelo governador do banco central e com honras de parada militar. Em África a simbologia desta grande receção foi marcante e é verdadeiramente importante. Angola demonstrou, para dentro e para fora, que Portugal continua a ser um parceiro importante. Ontem, o encontro previsto com João Lourenço foi igualmente simbólico e relevante para o futuro desta aliança estratégica.

Premium

Diário de Notícias

A ditadura em Espanha

A manchete deste dia 19 de setembro de 1923 fazia-se de notícias do país vizinho: a ditadura em Espanha. "Primo de Rivera propõe-se governar três meses", noticiava o DN, acrescentando que, "findo esse prazo, verá se a opinião pública o anima a organizar ministério constitucional". Explicava este jornal então que "o partido conservador condena o movimento e protesta contra as acusações que lhe são feitas pelo ditador".