"Maradona chinês" deixa Vítor Pereira e vai jogar em Espanha

O futebolista Wu Lei, de 27 anos, conhecido como o Maradona chinês e melhor marcador da Superliga chinesa, assinou contrato com o Espanyol, anunciou esta segunda-feira o Shanghai SIPG, clube do qual se transfere.

Wu Lei apontou 27 golos na Liga e foi peça fundamental na conquista do título pela equipa de Xangai, treinada pelo português Vítor Pereira e na qual jogam os brasileiros Óscar, Elkeson e Hulk, antigo jogador do FC Porto.

Os detalhes da transferência de Wu Lei para o 15.º classificado na Liga espanhola ainda não são conhecidos, com o clube catalão a confirmar apenas que o avançado terá a camisola número 24 no plantel comandado por Rubi.

"Os responsáveis consideram que é um jogador com um enorme potencial, capaz de se tornar uma das referências no plantel", indica o clube espanhol na sua página oficial.

O avançado chinês é internacional desde 2010, tendo marcado 15 golos em 61 jogos pela China, e fez toda a sua carreira no Shanghai SIPG.

Recentemente sofreu uma lesão na clavícula e será observado por um especialista na Alemanha, segundo a agência chinesa Xinhua.

Exclusivos

Premium

Leonídio Paulo Ferreira

Nuclear: quem tem, quem deixou de ter e quem quer

Guerrilha comunista na Grécia, bloqueio soviético de Berlim Ocidental ou Guerra da Coreia são alguns dos acontecimentos possíveis para datar o início da Guerra Fria, que alguns até fazem remontar à partilha da Europa em esferas de influência por Churchill e Estaline ainda o nazismo não tinha sido derrotado. Mas talvez 29 de agosto de 1949, faz agora 70 anos, seja a melhor opção, afinal nesse dia a União Soviética fez explodir a sua primeira bomba atómica e o monopólio da arma pelos Estados Unidos desapareceu. Sim, foi o teste em Semipalatinsk que estabeleceu o tal equilíbrio do terror, primeiro atómico e depois nuclear, que obrigou as duas superpotências a desistirem de uma Guerra Quente.