Eleven Sports vai transmitir campeonato F1 a partir de 2019 e durante três anos

A Eleven Sports Portugal anunciou hoje que chegou a acordo com a Fórmula 1 (F1) para a transmissão do campeonato do mundo em Portugal já a partir de 2019, sendo que o contrato tem duração de três anos, ou seja, até 2021.

A compra dos direitos de transmissão de todas as provas daquela que é considerada a 'categoria rainha do automobilismo' "significa que estamos a mostrar que não é só futebol que vamos ter no nosso canal", mas antes "um portefólio diversificado", disse à Lusa o diretor não executivo da Eleven Sports Portugal, Pedro Mendonça Pinto.

"Temos um excelente relacionamento com a Fórmula 1, eles estão muito contentes com o que temos feito nos outros mercados", acrescentou o responsável.

O acordo, que inclui sessões de treinos livres e de qualificação, através de transmissões em direto, em diferido e repetidas, é por três anos, até 2021.

À semelhança do que faz nos outros mercados, no âmbito do campeonato de F1, a Eleven Sports Portugal vai ter repórteres no terreno a acompanhar as provas "e entrevistar os pilotos", acrescentou Pedro Mendonça Pinto.

"A F1 é um produto 'premium'", prosseguiu o diretor não executivo da concorrente da Sport TV, salientando que, segundo os estudos que a empresa tem feito, "há uma comunidade muito forte" no mercado português "que segue o campeonato do mundo" atentamente.

"Acredito que comprar estes direitos vai elevar a marca Eleven" junto do público português, disse.

A compra dos direitos do campeonato do mundo de F1 demonstra que a Eleven Sports "está em Portugal para ficar e oferecer aos seus subscritores o melhor do mercado" desportivo.

A Eleven vai ter no terreno equipas de produção em todas as corridas.

Além do campeonato do mundo de Fórmula 1 da FIA, a Eleven Sports vai também transmitir em direto todas as provas do campeonato de Fórmula 2 e Fórmula 3 até 2021, reforçando assim o compromisso de ambos os parceiros em apresentar este desporto a novos públicos, conclui a empresa, em comunicado.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Opinião

Os irados e o PAN

A TVI fez uma reportagem sobre um grupo de nome IRA, Intervenção e Resgate Animal. Retirados alguns erros na peça, como, por exemplo, tomar por sério um vídeo claramente satírico, mostra-se que estamos perante uma organização de justiceiros. Basta, aliás, ir à página deste grupo - que tem 136 000 seguidores - no Facebook para ter a confirmação inequívoca de que é um grupo de gente que despreza a lei e as instituições democráticas e que decidiu fazer aquilo que acha que é justiça pelas suas próprias mãos.

Premium

Margarida Balseiro Lopes

Falta (transparência) de financiamento na ciência

No início de 2018 foi apresentado em Portugal um relatório da OCDE sobre Ensino Superior e a Ciência. No diagnóstico feito à situação portuguesa conclui-se que é imperativa a necessidade de reformar e reorganizar a Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), de aumentar a sua capacidade de gestão estratégica e de afastar o risco de captura de financiamento por áreas ou grupos. Quase um ano depois, relativamente a estas medidas que se impunham, o governo nada fez.