Egan Bernal. O primeiro colombiano e o terceiro mais jovem a vencer o Tour

Egan Bernal sucede ao companheiro de equipa Geraint Thomas e vence a Volta a França aos 22 anos e seis meses. O mais jovem vencedor do pós-guerra

Egan Bernal (INEOS) tornou-se o primeiro colombiano a vencer a Volta a França em bicicleta e o mais jovem do pós-guerra, depois de este domingo ter confirmado este domingo a vitória na última etapa do Tour, vencida ao sprint pelo australiano Caleb Ewan (Lotto Soudal).

Com 22 anos e seis meses, o corredor de Bogotá alcançou o objetivo que o compatriota Nairo Quintana tem vindo a adiar - foi segundo em 2013 e 2015 e terceiro e 2016.

Bernal é o terceiro mais novo a vencer a Grande Boucle depois do francês Maurice Garin em 1904 e o luxemburguês François Faber em 1909 e tornou-se apenas o quinto a juntar a Volta a França do futuro e o Tour e o primeiro em quase 30 anos, sucedendo ao espanhol Miguel Induraín, que conquistou a principal volta em cinco ocasiões (de 1991 a 1995).

A carreira profissional começou muito cedo, na Androni, na qual passou dois anos, triunfando no último, em 2017, na Volta a Sibiu, na Roménia, além da Volta a França do futuro, o que despertou o interesse da todo-poderosa Sky.

No primeiro ano na equipa britânica, agora INEOS, mostrou a sua qualidade e venceu a Colômbia Oro e Paz, à frente dos já consagrados colombianos Nairo Quintana e Rigoberto Urán, e a Volta à Califórnia.

Ainda como júnior, Bernal começou por fazer provas de cross-country, conseguindo mesmo uma medalha de prata nos Mundiais da categoria em 2014 e de bronze no ano seguinte.

Apontado desde então como um futuro vencedor da Volta a França, acabou por confirmar os créditos apenas um ano depois. A poucos dias do arranque do Tour, a INEOS anunciou que Bernal seria um dos chefes de fila da equipa, a par do britânico Geraint Thomas, vencedor da edição de 2018 que sofreu uma queda violenta na Volta à Suíça.

O ciclista colombiano da INEOS subiu à liderança na sexta-feira, após a 19.ª e antepenúltima etapa, que não teve vencedor, em consequência da anulação da parte final, devido às más condições climatéricas. Na altura, Bernal tirou a liderança ao francês Julian Alaphilippe (Deceuninck-QuickStep), que tinha 1.30 minutos de avanço sobre o sul-americano, que era segundo classificado à partida para a tirada daquele dia.

Últimos dez vencedores:

2010 -- Andy Schleck (Luxemburgo)***

2011 -- Cadel Evans (Austrália)

2012 -- Bradley Wiggins (Reino Unido)

2013 -- Chris Froome (Reino Unido)

2014 -- Vincenzo Nibali (Itália)

2015 - Chris Froome (Reino Unido)

2016 - Chris Froome (Reino Unido)

2017 - Chris Froome (Reino Unido)

2018 - Geraint Thomas (Reino Unido)

2019 - Egan Bernal (Colômbia)

*** Alberto Contador (Espanha) foi desclassificado devido a um positivo por clembuterol.

Exclusivos

Premium

Betinho

"NBA? Havia campos que tinham baldes para os jogadores vomitarem"

Nasceu em Cabo Verde (a 2 de maio de 1985), país que deixou aos 16 anos para jogar basquetebol no Barreirense. O talento levou-o até bem perto da NBA, mas foi em Espanha, Andorra e Itália que fez carreira antes de regressar ao Benfica para "festejar no fim". Internacional português desde os Sub-20, disse adeus há seleção há apenas uns meses, para se concentrar na carreira. Tem 34 anos e quer jogar mais três ou quatro ao mais alto nível.