Éder Militão e o Real Madrid já têm acordo para a próxima época

Clube espanhol vai acionar a cláusula de 50 milhões de euros para levar o central brasileiro do FC Porto, garantem em Espanha

O sucesso imediato de Éder Militão com a camisola do FC Porto deve tornar curta a sua experiência no Dragão. As exibições do central brasileiro, chegado no verão passado do São Paulo, atraíram de imediato a atenção de vários clubes de topo do futebol europeu. Entre eles, o Real Madrid, que terá já garantido um acordo total com Militão para a próxima temporada.

A garantia é dada este domingo pelo jornal AS, que escreve que o antigo clube de Cristiano Ronaldo está mesmo disposto a acionar a cláusula de rescisão de 50 milhões de euros prevista no contrato do central de 21 anos com o FC Porto, de forma a antecipar-se à concorrência de Manchester United, Liverpool ou Chelsea.

O acordo verbal com o jogador será já total, escreve a publicação espanhola, adiantando até a duração do futuro contrato com os merengues: até 2025. Militão continuará ao serviço dos dragões até final da temporada.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Patrícia Viegas

Espanha e os fantasmas da Guerra Civil

Em 2011, fazendo a cobertura das legislativas que deram ao PP de Mariano Rajoy uma maioria absoluta histórica, notei que quando perguntava a algumas pessoas do PP o que achavam do PSOE, e vice-versa, elas respondiam, referindo-se aos outros, não como socialistas ou populares, não como de esquerda ou de direita, mas como los rojos e los franquistas. E o ressentimento com que o diziam mostrava que havia algo mais em causa do que as questões quentes da atualidade (a crise económica e financeira estava no seu auge e a explosão da bolha imobiliária teve um impacto considerável). Uma questão de gerações mais velhas, com os fantasmas da Guerra Civil espanhola ainda presente, pensei.