Collina demite-se da presidência do Comité de Arbitragem da UEFA

Antigo árbitro italiano alegou razões pessoais durante o curso de árbitros que está a decorrer este verão em Nyon, na Suíça.

A UEFA informou esta quarta-feira que Pierluigi Collina vai ser substituído do cargo de presidente do Comité de Arbitragem da por Roberto Rosetti, depois de o ex-árbitro italiano ter alegado razões pessoais para apresentar a sua demissão durante o curso de árbitros que está a decorrer este verão na cidade suíça de Nyon.

O antigo árbitro transalpino de 58 anos, que se havia retirado em 2005, foi nomeado diretor da arbitragem da UEFA pela primeira vez em 2010. Segundo o organismo que tutela o futebol europeu, "nesse tempo conseguiu importantes avanços na gestão profissional dos árbitros e supervisionou, entre outros aspetos importantes, a criação do Centro de Excelência Arbitral (CORE)".

Durante o mandato de Collina, "a UEFA criou programas de supervisão e desenvolvimento para os árbitros com a finalidade de melhorar os seus índices técnicos, físicos e nutricionais, e garantir que os elementos táticos e o conhecimento das equipas fizessem parte da preparação para cada partida".

Depois de aceitar a demissão do italiano, o presidente da entidade, Aleksander Ceferin, disse que ele "contribuiu para UEFA com a mesma visão, compreensão e estilo demonstrados nos jogos que dirigiu enquanto árbitro". "Quero agradecer-lhe pelo seu empenho durante estes anos e pelo que contribuiu para o futebol europeu como presidente do Comité de Arbitragem da UEFA", acrescentou.

Collina, por sua vez, disse que "foi um privilégio trabalhar como diretor da arbitragem da UEFA durante os últimos oito anos" e agradeceu à entidade o "forte apoio dado às arbitragem" e a "todos os árbitros pelo seu compromisso total".

O seu substituto será o compatriota Roberto Rosetti, 50 anos, árbitro internacional entre 2002 e 2008 e que teve como ponto alto da carreira a final do Euro 2008, em que a Espanha venceu a Alemanha. Nesse ano, a Federação Internacional de História e Estatística do Futebol nomeou-o melhor árbitro do mundo.

Rosetti foi o responsável pela implementação do videoárbitro no Campeonato do Mundo de 2018, depois de ter passado dois anos como chefe da arbitragem italiana. "Roberto é a escolha natural para a função. A sua experiência, conhecimento e posicionamento na modalidade são excecionais e sei que vai presidir o Comité com paixão e entusiasmo", afirmou Ceferin, numa nota de imprensa da UEFA.

Ler mais

Premium

João Gobern

País com poetas

Há muito para elogiar nos que, sem perspectivas de lucro imediato, de retorno garantido, de negócio fácil, sabem aproveitar - e reciclar - o património acumulado noutras eras. Ora, numa fase em que a Poesia se reergue, muitas vezes por vias "alternativas", de esquecimentos e atropelos, merece inteiro destaque a iniciativa da editora Valentim de Carvalho, que decidiu regressar, em edições "revistas e aumentadas", ao seu magnífico espólio de gravações de poetas. Originalmente, na colecção publicada entre 1959 e 1975, o desafio era grande - cabia aos autores a responsabilidade de dizerem as suas próprias criações, acabando por personalizá-las ainda mais, injectando sangue próprio às palavras que já antes tinham posto ao nosso dispor.