Vencedor do Tour renova com a Sky

O galês Geraint Thomas, vencedor da edição 2018 da Volta a França em bicicleta, renovou por três anos o seu contrato com a Sky, anunciou este domingo a equipa britânica de ciclismo.

"Estou contente por renovar com a Sky, equipa em que tive uma grande trajetória, especialmente nos últimos meses, que foram uma loucura. Estou muito bem e entusiasmado com o que aí vem", disse Thomas, de 32 anos, em declarações ao sítio da equipa.

Thomas, de 32 anos, afirmou que na Sky sente-se "como em casa", lembrando que conhece Dave Brailsford, o diretor da equipa, "desde os 17 anos", pelo que é "espetacular continuar a trabalhar com ele e com o resto da equipa".

O galês teve também uma palavra para os adeptos: "O seu apoio tem sido fenomenal e cresce ano após ano. São os melhores adeptos que posso ter. Não posso agradecer o suficiente, face ao seu apoio na estrada e nas redes sociais".

Geraint Thomas, que venceu em junho o Critérium du Dauphiné, tornou-se o primeiro galês a ganhar o Tour e o terceiro britânico, depois de Bradley Wiggins (2012) e Chris Froome (2013, 2015, 2016 e 2017), também ao serviço da Sky.

"O que Geraint conseguiu com esta equipa é extraordinário, é uma história brilhante. Esteve connosco desde o começo da equipa e continua a melhorar de ano para ano. Fez muitos sacrifícios para chegar ao topo e demonstrar o seu valor", disse, por seu lado, o direto da Sky, Dave Brailsford.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Opinião

Os irados e o PAN

A TVI fez uma reportagem sobre um grupo de nome IRA, Intervenção e Resgate Animal. Retirados alguns erros na peça, como, por exemplo, tomar por sério um vídeo claramente satírico, mostra-se que estamos perante uma organização de justiceiros. Basta, aliás, ir à página deste grupo - que tem 136 000 seguidores - no Facebook para ter a confirmação inequívoca de que é um grupo de gente que despreza a lei e as instituições democráticas e que decidiu fazer aquilo que acha que é justiça pelas suas próprias mãos.