Chiellini regressa à convocatória de Itália que tem cinco estreantes

O selecionador Roberto Mancini divulgou a lista de 31 jogadores para os jogos com a Polónia e Portugal para a Liga das Nações

O defesa-central Chiellini está de regresso aos convocados da seleção italiana, para os jogos com Polónia e Portugal, da Liga das Nações. O jogador da Juventus esteve ausente dos play offs de acesso ao Mundial 2018 diante da Suécia, que ditou a eliminação da squadra azzurra.

Da primeira lista divulgada pelo selecionador Roberto Mancini constam ainda cinco estreantes: o guarda-redes Cragno (Cagliari), os defesas Biraghi (Fiorentina) e Lazzari (SPAL), o médio Zaniolo (Roma) e o avançado Pellegri (Mónaco).

A Itália recebe a Polónia na próxima sexta-feira, em Bolonha, no primeiro jogo do Grupo 3 da Liga das Nações, e defronta Portugal, em 10 de setembro, no Estádio da Luz, em Lisboa.

Na lista alargada a 31 jogadores, destaque ainda para a presença do avançado Mario Balotelli (Nice), que já integrou a squadra azzurra nos três jogos particulares disputados em junho, e para a ausência do lesionado Marco Verratti (Paris Saint-Germain).

Eis a lista dos 31 convocados:

Guarda-redes: Alessio Cragno (Cagliari), Gianluigi Donnarumma (AC Milan), Mattia Perin (Juventus) e Salvatore Sirigu (Torino);

Defesas: Cristiano Biraghi (Fiorentina), Leonardo Bonucci (Juventus), Mattia Caldara (AC Milan), Giorgio Chiellini (Juventus), Domenico Criscito (Génova), Emerson Palmieri (Chelsea), Manuel Lazzari (SPAL), Alessio Romagnoli (AC Milan), Daniele Rugani (Juventus) e Davide Zappacosta (Chelsea);

Médios: Nicolò Barella (Cagliari), Marco Benassi (Fiorentina), Bryan Cristante (Roma), Roberto Gagliardini (Inter Milão), Jorginho (Chelsea), Lorenzo Pellegrini (Roma) e Nicolò Zaniolo (Roma);

Avançados: Mario Balotelli (Nice), Andrea Belotti (Torino), Domenico Berardi (Sassuolo), Federico Bernardeschi (Juventus), Giacomo Bonaventura (AC Milan), Federico Chiesa (Fiorentina), Ciro Immobile (Lazio), Lorenzo Insigne (Nápoles), Pietro Pellegri (Mónaco) e Simone Zaza (Torino).

Ler mais

Exclusivos

Premium

DN Life

DN Life. «Não se trata o cancro ou as bactérias só com a mente. Eles estão a borrifar-se para o placebo»

O efeito placebo continua a gerar discussão entre a comunidade científica e médica. Um novo estudo sugere que há traços de personalidade mais suscetíveis de reagir com sucesso ao referido efeito. O reumatologista José António Pereira da Silva discorda da necessidade de definir personalidades favoráveis ao placebo e vai mais longe ao afirmar que "não há qualquer hipótese ética de usar o efeito placebo abertamente".