Chelsea de Sarri inicia liga inglesa com vitória sobre o Huddersfield

O emblema londrino iniciou este sábado a edição 2018/19 da Premier League com uma convincente vitória por 3-0 no terreno do Huddersfield, na estreia na prova do técnico italiano Maurizio Sarri.

Mesmo com o belga Eden Hazard no banco, ao intervalo, os blues já venciam por 2-0, com golos do médio Kanté, aos 34 minutos, e do italiano Jorginho, aos 45, na marcação de uma grande penalidade. Hazard foi lançado na partida na segunda parte, aos 76 minutos, e, poucos depois, assistiu o espanhol Pedro para o terceiro golo dos londrinos (80).

Para já, a primeira jornada da Premier League tem sido para esquecer para as equipas que regressaram ao primeiro escalão, com o Fulham a perder em casa com o Crystal Palace, por 2-0, e Cardiff a sair derrotado do terreno do Bournemouth, igualmente por 2-0.

Destaque ainda para o triunfo caseiro do Watford sobre o Brighton, por 2-0, com um bis do argentino Roberto Pereya.

Ainda este sábado, destaque para o embate entre o Everton, de Marco Silva, e o Wolverhampton, de Nuno Espírito Santo.

O Manchester City, atual detentor do título, só entra em cena no domingo, no campo do Arsenal, que pela primeira vez desde 1996 não vai ter Arsène Wenger como treinador. O espanhol Unai Emery assumiu o comando dos gunners, após a saída do francês.

O campeonato inglês arrancou oficialmente na sexta-feira, com o Manchester United, do técnico José Mourinho, a bater por 2-1 em Old Trafford o Leicester City, de Adrien Silva e Ricardo Pereira.

Ler mais

Exclusivos

Premium

nuno camarneiro

Uma aldeia no centro da cidade

Os vizinhos conhecem-se pelos nomes, cultivam hortas e jardins comunitários, trocam móveis a que já não dão uso, organizam almoços, jogos de futebol e até magustos, como aconteceu no sábado passado. Não estou a descrever uma aldeia do Minho ou da Beira Baixa, tampouco uma comunidade hippie perdida na serra da Lousã, tudo isto acontece em plena Lisboa, numa rua com escadinhas que pertence ao Bairro dos Anjos.

Premium

Rui Pedro Tendinha

O João. Outra vez, o João Salaviza...

Foi neste fim de semana. Um fim de semana em que o cinema português foi notícia e ninguém reparou. Entre ex-presidentes de futebol a serem presos e desmentidos de fake news, parece que a vitória de Chuva É Cantoria na Aldeia dos Mortos, de Renée Nader Messora e João Salaviza, no Festival do Rio, e o anúncio da nomeação de Diamantino, de Daniel Schmidt e Gabriel Abrantes, nos European Film Awards, não deixou o espaço mediático curioso.