Chelsea está a ser investigado por mais de cem transferências de menores

FIFA quer saber se o clube londrino quebrou as regras. Blues arriscam ficar impedidos de registar jogadores.

O Chelsea está em maus lençóis. Segundo jo jornal The Guardian, os blues estão a ser investigados pela FIFA por causa de abordagens a menores e podem mesmo ser impedidos de registar jogadores. Em causa estão mais de uma centena de transferências internacionais de jogadores menores de idade. O organismo que rege o futebol mundial quer saber se o clube violou as regras de tranferências de menores.

O caso remonta ao início de 2017, altura em que o registo de transferências internacionais, o TMS (Transfer Matching System) detetou 25 casos com potenciais irregularidades. A situação deu origem a uma ação do Comité Disciplinar da FIFA, que obrigou o Chelsea a mostrar os registos e explicar várias contratações.

Ainda segundo o jornal inglês, o Chelsea sustenta a sua defesa no facto de a maior parte dos casos se referirem a jogadores que estiveram a treinar à experiência na academia e que acabaram por não assinar contrato. E que aqueles que assinaram estavam em conformidade com as regras.

É que os menores de 18 anos só podem ser objeto de uma transferência internacional no caso de os pais os acompanharem ou se o novo clube estiver sedeado a 50 quilómetros da fronteira do país de origem. A exceção diz respeito a transferências de menores entre os 16 e os 18 anos em países da União Europeia ou do Espaço Económico Europeu.

Sgundo o The Guardian tudo começou por causa de Bertrand Traoré, de Burkina Faso - atualmente no Lyon. O jogador foi contratado em 2014, em janeiro, após fazer 18 anos. No entanto, a FIFA recebeu fotos dele a jogar pelo Chelsea contra o Arsenal em outubro de 2011, quando ainda tinha 16 anos.

Esra já não é a primeira vez que o clube londrino é acusado de práticas pouco éticas na contratação de menores. Em 2007, 2016 e 2017 também foram alvo de investigação.

Exclusivos

Premium

Clássico

Mais de 55 milhões de euros separam plantéis de Benfica e FC Porto

Em relação à época passada, os encarnados ultrapassaram os dragões no que diz respeito à avaliação do plantel. Bruno Lage tem à sua disposição um lote de jogadores avaliado em 310,7 milhões de euros, já Sérgio Conceição tem nas mãos um grupo que vale 255,5 milhões. Neste sábado, no Estádio da Luz, defrontam-se pela primeira vez esta temporada.