Bruno de Carvalho entrega pedido para AG e deixa críticas a Marta Soares

Ex-presidente diz que Marta Soares tem de marcar a Assembleia Geral e pagá-la. Bruno de Carvalho não se conforma por estar impedido de ir a votos a 8 de setembro

Bruno de Carvalho vai entregar esta quarta-feira nos serviços do Sporting um requerimento no sentido de ser marcada uma Assembleia Geral Extraordinária para que todas as candidaturas possam concorrer às eleições marcadas para o dia 8 de setembro - ele e Carlos Vieira, também candidato, estão suspensos e por isso impedidos de ir a votos enquanto o processo disciplinar não estiver resolvido.

Na madrugada desta quarta-feira, o ex-presidente deixou uma mensagem nas redes sociais a deixar duras críticas a Jaime Marta Soares.

Aqui fica a mensagem na íntegra:

"Isto já ultrapassa os limites de tudo!

Jaime Marta Soares fez uma AG ilegal dia 23 de Junho: não publicou a mesma no Jornal do Sporting como mandam os estatutos - só isto fere a AG de legalidade; Não tinha legitimidade para a marcar; Não mostrou as assinaturas. Não cumpriu a regra estatutária da presença de 750 votos dos mil recolhidos; Não deixou as pessoas visadas defenderem-se...

Agora vem falar de 30 dias e de depósitos de dinheiro e de locais que podem não estar disponíveis.

Jaime Marta Soares vai ter de marcar esta AG se essa for a vontade dos associados, em tempo útil, pagando a mesma e assegurando os serviços, como na AG de dia 23.

Lamento que os restantes candidatos não se juntem a esta iniciativa demonstrando defender os valores da democracia e estado de direito que tanto apregoam.

SÓCIOS NÃO DESMOBILIZEM e mostrem de vez que quem manda no Clube são e sempre serão os associados!"

Ler mais

Exclusivos

Premium

nuno camarneiro

Uma aldeia no centro da cidade

Os vizinhos conhecem-se pelos nomes, cultivam hortas e jardins comunitários, trocam móveis a que já não dão uso, organizam almoços, jogos de futebol e até magustos, como aconteceu no sábado passado. Não estou a descrever uma aldeia do Minho ou da Beira Baixa, tampouco uma comunidade hippie perdida na serra da Lousã, tudo isto acontece em plena Lisboa, numa rua com escadinhas que pertence ao Bairro dos Anjos.

Premium

Rui Pedro Tendinha

O João. Outra vez, o João Salaviza...

Foi neste fim de semana. Um fim de semana em que o cinema português foi notícia e ninguém reparou. Entre ex-presidentes de futebol a serem presos e desmentidos de fake news, parece que a vitória de Chuva É Cantoria na Aldeia dos Mortos, de Renée Nader Messora e João Salaviza, no Festival do Rio, e o anúncio da nomeação de Diamantino, de Daniel Schmidt e Gabriel Abrantes, nos European Film Awards, não deixou o espaço mediático curioso.