Portistas Éder Militão e Felipe estreiam-se pelo Brasil com goleada

A seleção brasileira de futebol goleou El Salvador, por 5-0, num jogo particular que assinalou as estreias dos defesas do FC Porto

Na partida disputada na última noite (madrugada em Lisboa) em Washington, nos Estados Unidos da América, a equipa comandada por Tite entrou da melhor forma em campo, com o capitão Neymar a abrir o ativo logo aos três minutos, na conversão de uma grande penalidade, repetindo assim o feito do jogo de sexta-feira no triunfo (2-0) frente aos EUA.

Com o 'reforço' portista Éder Militão a somar a primeira internacionalização na condição de titular, enquanto Felipe apenas entrou na segunda parte para o lugar de Dédé, o Brasil deixou sempre em evidência a enorme diferença de qualidade entre as duas equipas e chegou ao intervalo a vencer por 3-0, beneficiando dos tentos de Richarlison (15) e Coutinho (29).

Já no segundo tempo, a 'canarinha' deu continuidade a uma atuação tranquila e dilatou ainda a vantagem através de novo golo de Richarlison (50) -- o jogador do Everton, de Marco Silva, estreou-se a marcar pela seleção logo com um 'bis' à segunda internacionalização -- e encerrou as contas do resultado pelo defesa Marquinhos, aos 89.

Battaglia titular no nulo da Argentina

Também na terça-feira, em Nova Jérsia, a Argentina registou um empate (0-0) num jogo particular bastante competitivo diante da Colômbia.

Sem Lionel Messi, mas com a estreia do leão Rodrigo Battaglia a titular e as entradas de Marcos Acuña e Franco Cervi na segunda parte, os argentinos, agora orientados por Lionel Scaloni, dominaram o encontro, mas não tiveram a eficácia necessária para marcar.

A cidade norte-americana de Bridgeview acolheu igualmente outro jogo particular, que opôs as seleções de Guatemala e Equador, com os equatorianos, comandados pelo selecionador Hernán Darío Gómez, a imporem-se por 2-0, fruto dos golos assinados já ao 'cair do pano' por Enner Valencia (82) e Romario Ibarra (84).

A seleção da Venezuela, na qual alinhou durante os noventa minutos o defesa Osorio, do Vitória de Guimarães, bateu o Panamá, por 2-0, graças ao 'bis' do avançado Salomón Rondón, aos 66 e 90, num embate particular disputado na Cidade do Panamá.

Por fim, os EUA redimiram-se da derrota com o Brasil na sexta-feira e venceram o rival México, por 1-0, em Nashville. O único golo do desafio -- no qual não estiveram jogadores pertencentes a equipas portuguesas - foi apontado pelo médio Tyler Adams, de apenas 19 anos, aos 71, quando os mexicanos já estavam reduzidos a 10, por expulsão de Zaldivar.

Ler mais

Premium

DN Life

DN Life. «Não se trata o cancro ou as bactérias só com a mente. Eles estão a borrifar-se para o placebo»

O efeito placebo continua a gerar discussão entre a comunidade científica e médica. Um novo estudo sugere que há traços de personalidade mais suscetíveis de reagir com sucesso ao referido efeito. O reumatologista José António Pereira da Silva discorda da necessidade de definir personalidades favoráveis ao placebo e vai mais longe ao afirmar que "não há qualquer hipótese ética de usar o efeito placebo abertamente".