Bicicleta de CR7 na base da "ideia louca" da Juventus

O diretor desportivo Fabio Paratici revelou como foi decidido avançar para a contratação de Cristiano Ronaldo

Foi o golo de bicicleta de Cristiano Ronaldo em Turim, em jogo da Liga dos Campeões, que fez com que o Real Madrid perdesse a sua maior estrela. Essa foi a revelação feita por Fabio Paratici, diretor desportivo da Juventus, em declarações à estação de televisão britânica Sky Sports.

"A ideia louca nasceu depois do primeiro jogo aqui com o Real Madrid, quando o Cristiano recebeu uma ovação em pé depois do golo de pontapé de bicicleta", começou por explicar Paratici, acrescentando que na semana que se seguiu a essa partida que os merengues venceram por 3-0, a contar para os quartos-de-final da Champions, ouviram Jorge Mendes "dizer que Ronaldo tinha ficado encantado por toda a atenção que recebeu e que gostaria de um dia jogar pela Juventus."

"Sonhos há muitos, mas só alguns se tornam realidade", pensou na altura Fabio Paratici, explicando que o início do processo para a contratação nasceu mais tarde por causa de outro português: "Quando nos reunimos com o seu agente por causa do João Cancelo, ele explicou-me a situação. Falei com o presidente, até porque precisávamos que os números fossem garantidos, afinal essa era a parte mais importante do processo."

A luz verde do presidente Andrea Agnelli não demorou muito: "Em poucas horas, disse-me: vai em frente, aproveita a oportunidade." E assim foi. O sonho tornou-se realidade, para desespero de Florentino Pérez, presidente do Real Madrid.

"Era a oportunidade única para trazer um jogador que é visto de forma universal como o mais forte do mundo, o mais determinado, aquele que ganhou mais títulos", finalizou Paratici.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Daniel Deusdado

Estou a torcer por Rio apesar do teimoso Rui

Meu Deus, eu, de esquerda, e só me faltava esta: sofrer pelo PSD... É um problema que se agrava. Antigamente confrontava-me com a fria ministra das Finanças, Manuela Ferreira Leite, e agora vejo a clarividente e humana comentadora Manuela Ferreira Leite... Pacheco Pereira, um herói na cruzada anti-Sócrates, a voz mais clarividente sobre a tragédia da troika passista... tornou-se uma bússola! Quanto não desejei que Rangel tivesse ganho a Passos naquele congresso trágico para o país?!... Pudesse eu escolher para líder a seguir a Rio, apostava tudo em Moreira da Silva ou José Eduardo Martins... O PSD tomou conta dos meus pesadelos! Precisarei de ajuda...?

Premium

arménios na síria

Escapar à Síria para voltar à Arménia de onde os avós fugiram

Em 1915, no Império Otomano, tiveram início os acontecimentos que ficariam conhecidos como o genocídio arménio. Ainda hoje as duas nações continuam de costas voltadas, em grande parte porque a Turquia não reconhece que tenha havido uma matança sistemática. Muitas famílias procuraram então refúgio na Síria. Agora, devido à guerra civil que começou em 2011, os netos daqueles que fugiram voltam a deixar tudo para trás.