Benfica abre campeonato das críticas e questiona "Liga Blue Velvet"

Encarnados apontam dois lances do jogo FC Porto-Chaves e pedem cartões e castigos para Maxi e Brahimi

Primeira jornada, primeira "pedra" atirada na "guerra" de comunicação pelo título. O Benfica utilizou a sua conta de Twitter destinada exclusivamente aos media para criticar a arbitragem do FC Porto-Chaves, mostrando as imagens de dois lances que, segundo os encarnados, deveriam ter valido expulsões a jogadores portistas.

Primeiro, uma entrada dura de Maxi Pereira sobre o jogador do Chaves Luís Martins, ainda na primeira parte. Depois, a mão de Brahimi a apertar o pescoço de um adversário, já perto do final da partida.

"Regras e castigos únicos na liga Blue Velvet. Porque Máxi não é expulso? "Brahimi volta a apertar o pescoço a um adversário... Samaris foi castigado 3 jogos, e Brahimi? Ou nasce com Brahimi a nova imagem de marca das nossas competições?", questionou o Benfica.

O FC Porto iniciou a defesa do título, no sábado, com uma goleada por 5-0 sobre o Desportivo de Chaves, em jogo arbitrado pelo algarvio Nuno Almeida.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Opinião

Os aspirantes a populistas

O medo do populismo é tão grande que, hoje em dia, qualquer frase, ato ou omissão rapidamente são associados a este bicho-papão. E é, de facto, um bicho-papão, mas nem tudo ou todos aqueles a quem chamamos de populistas o são de facto. Pelo menos, na verdadeira aceção da palavra. Na semana em que celebramos 45 anos de democracia em Portugal, talvez seja importante separarmos o trigo do joio. E percebermos que há políticos com quem podemos concordar mais ou menos e outros que não passam de reles cópias dos principais populistas mundiais, que, num fenómeno de mimetismo - e de muito oportunismo -, procuram ocupar um espaço que acreditam estar vago entre o eleitorado português.