Bebé ajuda Rayo Vallecano a afundar Celta de Miguel Cardoso

O Celta de Vigo, treinado pelo português Miguel Cardoso, averbou a terceira derrota seguida na liga espanhola de futebol, perante o Rayo Vallecano (4-2), em encontro da 19.ª jornada, no qual Bebé fechou o marcador

O avançado Raúl de Tomás, que foi a grande figura da partida, adiantou os madrilenos logo aos quatro minutos, mas a formação galega conseguiu operar a reviravolta, com golos do mexicano Nestor Araujo, aos 13, e Maxi Gómez, aos 18, de grande penalidade.

Contudo, Raúl de Tomás completou o 'hat trick', aos 37 e 77 minutos, colocando novamente o conjunto de Vallecas na frente, antes de o português Bebé, que tinha sido lançado aos 73, fechar o marcador, aos 90+1.

O Celta de Vigo, que tem 21 pontos, somou o terceiro desaire consecutivo na prova e o quarto jogo sem vencer, e pode terminar a ronda junto aos lugares de descida, onde ainda se encontra o Rayo Vallecano, com 19 pontos.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Adriano Moreira

O relatório do Conselho de Segurança

A Carta das Nações Unidas estabelece uma distinção entre a força do poder e o poder da palavra, em que o primeiro tem visibilidade na organização e competências do Conselho de Segurança, que toma decisões obrigatórias, e o segundo na Assembleia Geral que sobretudo vota orientações. Tem acontecido, e ganhou visibilidade no ano findo, que o secretário-geral, como mais alto funcionário da ONU e intervenções nas reuniões de todos os Conselhos, é muitas vezes a única voz que exprime o pensamento da organização sobre as questões mundiais, a chamar as atenções dos jovens e organizações internacionais, públicas e privadas, para a necessidade de fortalecer ou impedir a debilidade das intervenções sustentadoras dos objetivos da ONU.