Bayern Munique goleia na visita a Estugarda

O adversário do Benfica na Liga dos Campeões mantém-se na liderança da Bundesliga

O Bayern Munique não sentiu qualquer dificuldade para vencer na visita a Estugarda, por 3-0, em partida da 2ª jornada da Bundesliga.

Sem Renato Sanches, os bávaros, que são o primeiro adversário do Benfica na fase de grupos da Liga dos Campeões, abriram o marcador ainda na primeira parte por Leon Goretzka, tendo Lewandowski e Thomas Müller fixado o resultado na segunda parte.

Nos restantes jogos deste sábado, destaque para a derrota caseira do Eintracht Frankfurt de Gonçalo Paciência, que não saiu do banco de suplentes, diante do Werder Bremen, por 2-1.

E ainda para o Wolfsburgo, que é a única equipa que acompanha o Bayern Munique na liderança só com vitórias. Desta vez os lobos foram vencer ao terreno do Bayer Leverkusen por 3-1.

Resultados já conhecidos da 2ª jornada:
Hannover-Borussia Dortmund, 0-0
Nuremberga-Mainz, 1-1
Hoffenheim-Friburgo, 3-1
Bayer Leverkusen-Wolfsburgo, 1-3
Eintracht Frankfurt-Werder Bremen, 1-2
Augsburgo-Borussia Mönchengladbach, 1-1
Estugarda-Bayern Munique, 0-3

Este domingo jogam:
RB Leipzig-Fortuna Dusseldorf
Schalke 04-Hertha Berlin

Confira aqui a classificação da Bundesliga

Ler mais

Premium

João César das Neves

Donos de Portugal

A recente polémica dos salários dos professores revela muito do nosso carácter político e cultural. A OCDE, no habitual "Education at a Glance", apresenta comparações de indicadores escolares, incluindo a remuneração dos docentes. O estudo é reservado, mas a sua base de dados é pública e inclui dados espantosos, que o professor Daniel Bessa resumiu no Expresso de dia 15: "Com um salário que é cerca de 40% do finlandês, 45% do francês, 50% do italiano e 60% do espanhol, o português médio paga de impostos tanto como os cidadãos destes países (a taxas de tributação que, portanto, se aproximam do dobro) para que os salários dos seus professores sejam iguais aos praticados nestes países."