Autoridades impedem Rafael Leão de jogar pelo Lille

O clube francês está obrigado a vender jogadores no valor de 28 milhões de euros para inscrever o português e outros dois atletas

A inscrição de Rafael Leão como jogador do Lille ainda não foi aceite pela liga francesa, uma vez que o clube está obrigado a faturar 28 milhões de euros em vendas de outros jogadores para utilizar o avançado português, que este verão rescindiu contrato com o Sporting, mas também Loïc Remy e Jérémy Pied.

A informação foi revelada pela edição desta terça-feira do jornal L'Équipe, adiantando que o Lille está sob alçada da Direção Nacional do Controlo de Gestão, entidade francesa que supervisiona as finanças dos clubes de futebol profissional em França.

O Lille está assim obrigado a resolver este problema até ao final deste mês de agosto, sob pena de estes três jogadores continuarem sem competir até janeiro, altura em que reabre o mercado de transferências.

A solução poderá passar pela venda do médio brasileiro Thiago Mendes ao Wolfsburgo, por quem o Lille está a pedir 20 milhões de euros. No entanto, há outros jogadores no mercado, sendo que o médio português Xeka (ex-Sp. Braga) está a ser cobiçado pelo Borussia Mönchengladbach, enquanto o argelino Yassine Benzia está na mira dos russos do Krasnodar.

Ler mais

Exclusivos