Augusto Inácio nega que tenha sido afastado

O diretor para o futebol ficou em Lisboa a tratar das entradas e saídas do plantel.

Augusto Inácio explicou que a sua não inclusão na comitiva leonina que viajou para estágio na Suíça se deveu ao facto de ter de ficar em Lisboa a tratar vários assuntos que tem entre mãos.

"Foi determinado, pelos dossiês urgentes que temos em mãos para colocação de jogadores, que eu fazia mais falta em Lisboa do que na Suíça. Há muitos jogadores que têm de ser colocados", afirmou à Rádio Renascença.

O dirigente leonino revela que o Sporting está "a correr contra o tempo para dar as melhores soluções ao treinador".

Nesse sentido, Augusto Inácio mantém-se nas funções para as quais foi contratado pelo presidente destituído, Bruno Carvalho.

Ler mais

Premium

Rosália Amorim

"Sem emoção não há uma boa relação"

A frase calorosa é do primeiro-ministro António Costa, na visita oficial a Angola. Foi recebido com pompa e circunstância, por oito ministros e pelo governador do banco central e com honras de parada militar. Em África a simbologia desta grande receção foi marcante e é verdadeiramente importante. Angola demonstrou, para dentro e para fora, que Portugal continua a ser um parceiro importante. Ontem, o encontro previsto com João Lourenço foi igualmente simbólico e relevante para o futuro desta aliança estratégica.