Evelise Veiga feliz com estreia "excelente" no comprimento

Portuguesa terminou em oitavo lugar na final do salto em comprimento dos Campeonatos Europeus de atletismo, com a marca de 6,47 metros

Foi uma luta enorme para a segunda portuguesa de sempre a chegar a uma final do salto em comprimento depois de Naide Gomes - que na sua estreia, em 2002, em Munique, foi décima com a marca de 6,23 metros, depois de ter saltado 6,33 na qualificação.

"Ainda não caí em mim. Ser oitava na final do salto em comprimento, na minha estreia, é excelente. Fazer melhor na estreia do que ela [Naide Gomes] significa que tenho ainda muito para trabalhar, muito que ouvir toda a equipa que trabalha comigo, especialmente a minha treinadora [Cátia Ferreira]", disse.

Evelise Veiga tinha conseguido o acesso à final graças ao salto de 6,61 metros na qualificação, igualando o recorde nacional de sub-23.

"Este resultado traz muita motivação para o futuro. Quero chegar à final do próximo Mundial e daqui por dois anos quero estar nos Europeus a lutar pelas medalhas. Hoje acreditei que podia lutar por isso até ao último salto", referiu.

"Esta época conseguimos cumprir e até superar todos os objetivos a que nos propusemos. Agora é continuar a trabalhar e traçar novas metas a alcançar", concluiu a atleta.

Exclusivos

Premium

Líderes europeus

As divisões da Europa 30 anos após o fim da Cortina de Ferro

Angela Merkel reuniu-se com Viktor Orbán, Emmanuel Macron com Vladimir Putin. Nos próximos dias, um e outro receberão Boris Johnson. E Matteo Salvini tenta assalto ao poder, enquanto alimenta a crise do navio da ONG Open Arms, com 107 migrantes a bordo, com a Espanha de Pedro Sánchez. No meio disto tudo prepara-se a cimeira do G7 em Biarritz. E assinala-se os 30 anos do princípio do fim da Cortina de Ferro.