Morreu antigo presidente do Vitória de Guimarães Gil Mesquita

Gil Mesquita foi presidente do Guimarães entre 1976 e 1980. Tinha 89 anos

O presidente do Vitória de Guimarães entre 1976 e 1980, Gil Mesquita, morreu hoje, aos 89 anos, revelou o clube minhoto, da I Liga portuguesa de futebol, em nota publicada na sua página oficial.

"O Vitória Sport Clube endereça as mais sentidas condolências à família e amigos de Gil Mesquita. Neste momento difícil, fica para sempre na memória o homem e dirigente que honrou o emblema do Vitória Sport Clube", lê-se.

Membro do departamento de futebol da direção liderada por Fernando Roriz, entre 1968 e 1970, período em que o clube alcançou um inédito terceiro lugar no primeiro escalão (1968/69), Gil Mesquita assumiu a presidência em 1976, substituindo António Rodrigues Guimarães.

Nos quatro anos à frente dos destinos do Vitória, o dirigente evidenciou-se pela dinamização da "Comissão de Fundos para um Vitória maior", que chegou a suportar o orçamento vitoriano em cerca de 60% e ajudou a pagar as primeiras prestações dos terrenos onde hoje está implantada a academia do clube.

O então presidente vitoriano chegou também a apresentar, em fevereiro de 1980, a maqueta de um novo estádio que nunca chegou a ser construído, antes de ter substituído, no mês seguinte, por Pimenta Machado, dirigente que liderou o clube até 2004.

Gil Mesquita foi ainda presidente da Associação de Futebol de Braga entre 1981 e 1990.

O funeral realiza-se na quinta-feira, pelas 15:00, na Igreja dos Santos Passos, em Guimarães.

Ler mais

Exclusivos

Premium

João Almeida Moreira

Bolsonaro, curiosidade ou fúria

Perante um fenómeno que nos pareça ultrajante podemos ter uma de duas atitudes: ficar furiosos ou curiosos. Como a fúria é o menos produtivo dos sentimentos, optemos por experimentar curiosidade pela ascensão de Jair Bolsonaro, o candidato de extrema-direita do PSL em quem um em cada três eleitores brasileiros vota, segundo sondagem de segunda-feira do banco BTG Pactual e do Instituto FSB, apesar do seu passado (e presente) machista, xenófobo e homofóbico.