Roland Garros proíbe fatos como o que Serena Williams usou após o parto

Presidente da Federação Francesa de Ténis considera que é necessário impor limites. Organização do Grand Slam já foi acusada de racismo e sexismo

Joana Capucho
© Instagram/Serena Williams

Bernard Giudicelli, presidente da Federação Francesa de Ténis, anunciou na sexta-feira que vai proibir fatos como o que Serena Williams usou durante o último torneio de Roland Garros - um macacão preto que ajuda na circulação sanguínea e ajuda na recuperação pós-parto.

Em entrevista, o responsável disse que era preciso impor novas regras: "Acho que, às vezes, somos demasiado liberais. A indumentária de Serena este ano, por exemplo, não vai voltar a ser aceite. Devemos respeitar o jogo e o lugar".

O fato negro e justo ao corpo que a tenista usou no regresso à competição, após cerca de um ano afastada dos courts devido à gravidez, foi desenhado especialmente para si pela Nike, para evitar coágulos, um problema com o qual se debateu após o parto.

Depois do jogo do Grand Slam no qual usou o macacão, Serena afirmou que se sentia como "uma princesa guerreira" com o fato inspirado em Wakanda, uma nação africana do universo da Marvel.

Num post partilhado no Instagram, a norte-americana mostrou o fato, homenageando todas as mães que, como ela, tiveram um pós-parto difícil. "Se eu posso fazer isto, vocês também podem", escreveu.

Ainda não são conhecidos mais detalhes, mas, ao que parece, o próximo Grand Slam não deverá aceitar fatos como aquele que a tenista usou.

Kristen Clarke, presidente do Comité de Direitos Civis dos Advogados norte-americanos, usou o Twitter para criticar a decisão da organização do torneio: "Vamos chamar à restrição do French Open a Serena Williams pelo que ela é na realidade - racista e sexista. Políticas arbitrárias de código de vestuário têm sido desproporcionalmente usadas para visar as mulheres negras nas escolas, no trabalho e agora no court de ténis. Este é um injusto policiamento dos corpos das mulheres negras".

Também a Nike quis mostrar o seu apoio a Serena: "Podem tirar o super-herói do seu fato, mas jamais podem tirar-lhe o seu poder".