Paulo de Andrade pressionado a ir a votos

Antigo administrador da SAD leonina e atual comentador da SIC Notícias não tenciona apresentar uma candidatura apesar de existir uma vaga de fundo que o quer ver como presidente do Sporting

Bruno Pires
Paulo de Andrade e José Peseiro em 2005

Paulo de Andrade, sabe o DN, está a ser muito pressionado a ir a votos nas eleições de 8 de setembro. Ao que o DN apurou, o gestor tem respondido a quem o tem desafiado que não tenciona ir a votos. Paulo de Andrade não mostrou recetividade, contudo, não se pode dizer que tenha fechado completamente a porta. E quem o quer ver na corrida eleitoral também ainda não desistiu.

O DN sabe que existe um grupo a pressionar o antigo dirigente leonino liderado por elementos que se demitiram do Conselho Diretivo que Bruno de Carvalho liderava e ainda por antigos apoiantes do ex-presidente verde e branco.

Paulo de Andrade foi pouco mais de um ano administrador da SAD leonina no consulado Dias da Cunha. Na época em que tutelou o futebol verde e branco - 2004/2005 - o Sporting disputou o campeonato até ao final da temporada e chegou à final da então Taça UEFA, perdida em casa com CSKA Moscovo. O treinador chamava-se... José Peseiro.

Na temporada seguinte Paulo de Andrade sairia com José Peseiro e... Dias da Cunha após um início de época muito contestado pelos sócios. Atualmente é comentador afeto ao Sporting no programa 'Dia Seguinte' da SIC Notícias.

O DN tentou contactar Paulo de Andrade mas, até ao momento, esse contacto tem-se revelado infrutífero.

Relembre-se que já assumiram ir a votos no próximo dia 8 de setembro cinco candidatos; Frederico Varandas, Tavares Pereira, Pedro Madeira Rodrigues, Dias Ferreira e Bruno de Carvalho, que nesta quarta-feira oficializará a sua candidatura em conferência de imprensa. Carlos Vieira, antigo vice-presidente do Conselho Diretivo de Bruno de Carvalho, também deve avançar, mas ainda não oficializou a sua alegada vontade.