Mihajlovic exige indemnização ao Sporting de 11 milhões de euros

O treinador sérvio exige uma indemnização de cerca de 11 milhões de euros à SAD leonina pela quebra unilateral do contrato, em 27 de junho de 2018.

David Pereira
© EUTERS/Jennifer Lorenzini

De acordo com o Relatório e Contas da SAD leonina, enviado hoje à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), o técnico que tinha sido contratado pelo então presidente, Bruno de Carvalho, poucos dias antes da sua destituição em Assembleia Geral, em 23 de junho, colocou uma ação contra os leões no Tribunal Arbitral do Desporto (TAS), em Lausana, na qual pede uma "indemnização no valor de 11.195.198,66 euros, acrescida de juros desde 27 de junho".

"A Sporting SAD entende que deste processo não resultarão impactos materialmente relevantes, suscetíveis de afetar as suas demonstrações financeiras em 30 de junho de 2018", acrescenta o documento.

Porém, a SAD do Sporting alega que a equipa técnica liderada por Sinisa Mihajlovic "não sobreviveu ao período experimental" e que, por isso, decidiu avançar com a contratação da nova equipa técnica liderada por José Peseiro.

Também no Relatório e Contas anual, a SAD leonina dá conta dos pedidos de indemnização pedidos aos jogadores que rescindiram e se vincularam a outros clubes, casos de Rui Patrício (no valor de 54,7 ME), Podence (60,4 ME), Gelson Martins (105,1 ME) e Rafael Leão (390 mil euros), aguardando ainda a definição do futuro de Ruben Ribeiro.