Jaime Marta Soares à espera de um recorde de votantes

Há 51 mil sócios nos cadernos eleitorais e até esta sexta feira tinham chegado a Alvalade 5 mil dos 15 mil envelopes enviados para os sócios com direito a voto por correspondência.

Isaura Almeida
 | foto Nuno Pinto Fernandes/ Global Imagens
 | foto Nuno Pinto Fernandes/ Global Imagens
 | foto Nuno Pinto Fernandes/ Global Imagens
 | foto Nuno Pinto Fernandes/ Global Imagens
 | foto Nuno Pinto Fernandes/ Global Imagens
 | foto Nuno Pinto Fernandes/ Global Imagens

Jaime Marta Soares espera grande afluência dos sportinguistas à Assembleia Geral eleitoral de sábado e está preparada para bater recordes no adeus a Alvalade. Em 2017 estavam aptos a votar 43 600 e acabaram por exercer o direito de voto 18 814 sócios, o novo máximo histórico de votantes.

"Julgo que estão criadas todas as condições para que nada falhe. Espero que os sócios venham em grande quantidade. O ato eleitoral de amanhã [sábado] deve ser um momento de grande reflexão da vida do Sporting. O Sporting não tem tempo a perder, não pode fazer experiências. Espero que possamos dar amanhã uma grande lição de democracia. Que os que ganhem respeitem os vencidos e que os vencidos ajudem os vencedores", afirmou.

Este ano esse número pode ser batido. Este ano estão em condições de exercer o direito de voto mais de 51.009 sócios, que irão decidir entre seis listas. São eles João Benedito (lista A), José Maria Ricciardi (B), Frederico Varandas (D), Rui Jorge Rego (E), José Dias Ferreira (F) e Fernando Tavares Pereira (G).

Um "sinal de vitalidade dado pelos candidatos", segundo o líder da Mesa da AG, apelando ao voto civilizado dos sócios leoninos. "Há uma estrutura de seguranças e da polícia atenta a que não haja alguém que tenha algum tipo de intenção de criar instabilidade", assegurou esta sexta-feira, depois de exemplificar o modo e sistema de voto eleitoral.

As urnas abrem às 9.00 de sábado e fecham às 19.00. O ato eleitoral processa-se no Hall VIP do Estádio José Alvalade e é vigiado pela Universidade do Minho, entidade que assessora e aconselha a Mesa da Assembleia Geral do Sporting. Todos os sócios que registem entrada no local, ou que se encontrem em espera no local de entrada, até às 19:00, podem exercer o seu direito de voto.

Jaime Marta Soares esclareceu ainda a situação da lista C, Madeira Rodrigues, que desistiu esta semana de ir a votos e deu o apoio a Ricciardi. "Atendendo a que o processo eleitoral está em curso, os votos por correspondência em trânsito que recaírem sobre a Lista C serão considerados nulos e de nenhum efeito", disse o presidente da Mesa

O momento do anúncio do vencedor será feito no Auditório Artur Agostinho e sem festa preparada: "Se houver feszta no exterior será espontânea com alegria dos vencedores."

O momento do anúncio do novo presidente do Sporting será por isso "um grande alívio e o fim de um pesadelo", segundo Jaime Marta Soares, presidente da mesa da Assembleia Geral (MAG) do Sporting, que recusou por mais de uma vez abordar o assunto Bruno de Carvalho e sobre o que acontecerá se ele aparecer em Alvalade para votar.

"Qualquer cidadão deste país tem a liberdade de fazer os seus passeios, mas também sabemos que se trata de uma situação em que só podem entrar os que estão devidamente credenciados e tenham legitimidade. Neste momento, Bruno de Carvalho não tem essa legitimidade. É um ato eleitoral e só podem entrar os que estão devidamente credenciados para o efeito."

Ele Marta Soares promete "estar atento" e se for necessário voltará a "ajudar o Sporting", pois garante estar agora mais "preparado para ocupar qualquer lugar" no clube.