Alemanha renasce da crise com triunfo sensacional na Holanda

Os alemães foram para o intervalo a vencer por 2-0, mas depois deixaram-se empatar. Valeu o golo do improvável Schulz aos 90 minutos para garantir um arranque de sonho no Euro2020

A Alemanha teve um arranque de sonho na fase de apuramento para o Euro2020, ao vencer a Holanda, na Johan Cruyff Arena, em Amesterdão, por 3-2.

Após um Mundial humilhante, em que não passou da fase de grupos, e uma Liga das Nações dececionante, na qual desceram ao Grupo B, os alemães chegaram a esta partida depois de um empate 1-1, em casa, com a Sérvia, que voltou a acentuar as críticas à equipa treinada por Joachim Löw, que nesta nova fase da seleção decidiu afastar jogadores históricos como Mats Hummels, Thomas Müller e Jérôme Boateng, todos do Bayern Munique.

Contudo, a resposta da Mannschaft não podia ter sido melhor no início da caminhada para o Europeu, pois logo aos 15 minutos Leroy Sané, aproveitou um deslize de Matthijs de Ligt, e a passe de Nico Schulz abriu o marcador.

Um par de grandes defesas de Manuel Neuer a remates de Ryan Babel, mantiveram a Alemanha na frente do marcador, que acabaria por dilatar aos 34 minutos, graças a um bonito golo de Serge Gnabry, um remate em arco que não deu hipóteses ao guarda-redes Cillessen.

No início do segundo tempo, os holandeses viram renascer a esperança com um golo de cabeça de Mathijs de Ligt, na sequência de um cruzamento largo de Memphis Depay. O domínio da laranja mecânica, orientada por Ronald Koeman, era total, com a defesa holandesa a defender como podia.

Até que aos 63 minutos, Depay surgiu na área contrária no meio da defesa alemã e, aproveitou um toque de Wijnaldum para rematar certeiro para o findo da baliza de Neuer. Os alemães entravam colapso e defendiam como podiam para conseguir, pelo menos, levar um ponto de volta a casa.

Só que, em cima do minuto 90, numa jogada rápida de ataque entre Gündogan e Marco Reus, que tinham entrado pouco antes, permitiu a Schulz rematar para o fundo da baliza holandesa permitindo à Alemanha arrecadar três pontos que, a determinada altura do jogo pareciam impossíveis de alcançar.

No outro jogo do grupo C, a Irlanda do Norte teve de sofrer quase até ao fim para levar de vencida a Bielorrússia, por 2-1. Jonny Evans colocou os irlandeses na frente, mas ainda na primeira parte Stasevich fez o empate. Foi só aos 87 minutos que Josh Mcgennis marcou e garantiu o triunfo da equipa da casa.

Irmãos Hazard dão triunfo à Bélgica

No grupo J, a Bélgica não teve dificuldades em vencer no Chipre, por 2-0, alcançando assim o segundo triunfo em duas partidas. O resultado foi construído na primeira parte, pois Eden Hazard abriu o marcador aos dez minutos e, pouco depois, o seu irmão Thorgan serviu Batshuayi.

Ainda a contar para este grupo, a Rússia redimiu-se da derrota na Bélgica com uma goleada no Cazaquistão, por 4-0, numa tarde em que Denis Cherychev, avançado do Valência, esteve em destaque ao marcar os dois primeiros golos da equipa, tendo ainda assistido Artem Dzyuba para o terceiro. Os russos beneficiaram ainda de um autogolo de Beysebekov para fixar o resultado final.

A Escócia, que na primeira ronda tinha perdido no Cazaquistão, foi agora a São Marino vencer por 2-0, com golos de Kenny McLaren e Johnny Russell.

Lewandowski salva polacos

Finalmente, no grupo G, a Polónia teve vida complicada em Varsóvia, para vencer a Letónia, por 2-0. É que os golos só apareceram no último quarto de hora da partida, o primeiro pelo inevitável Lewandowski e o segundo através do defesa-central Kamil Glik. Os polacos são lideres isolados com duas vitórias em outras tantas partidas.

Já a Áustria sofreu a segunda derrota consecutiva, desta vez na visita a Israel, por 4-1. Marko Arnautovic até colocou os austríacos em vantagem, mas uma tarde inspirada de Eran Zahavi permitiu aos israelitas dar a volta ao marcador com três golos seguidos. Dabbur aumentou a vantagem dos da casa para 4-1, tendo Arnautovic, de novo, atenuado a goleada.

Em Ljubljana, a Eslovénia não foi além do empate 1-1 diante da Macedónia, que contou com o sportinguista Ristovski no onze. Miha Zajc abriu o marcador para os eslovenos, mas Enis Bardhi fez o empate no início do segundo tempo

Resultados deste domingo:

Grupo C
Irlanda do Norte-Bielorrússia, 2-1
Holanda-Alemanha, 2-3

Grupo G
Israel-Áustria, 4-2
Polónia-Letónia, 2-0
Eslovénia-Macedónia, 1-1

Grupo I
Cazaquistão-Rússia, 0-4
São Marino-Escócia, 0-2
Chipre-Bélgica, 0-2

Exclusivos