Sousa Cintra: "Peseiro é uma escolha minha"

O treinador regressa a Alvalade, 14 anos depois.

O presidente da SAD leonina explicou, em conferência de imprensa, os critérios que estiveram na base da escolha de José Peseiro para o cargo de técnico do Sporting.

"O treinador tinha de ser bem escolhido devido à situação que o clube se encontra. Era preciso encontrar a pessoa certa, alguém que conhecesse o clube, o futebol português, os jogadores e que tivesse experiência", explicou.

O dirigente confessou ainda que a primeira pergunta que fez quando falou com José Peseiro foi "se estava disponível para pôr o Sporting campeão", e que a resposta foi afirmativa.

Sousa Cintra mostra-se ciente das dificuldades que o clube atravessa, porém isso não faz moderar a sua ambição: "Quem não acredita na vitória, está derrotado à partida. Eu acredito na vitória. O Sporting está ao mesmo nível dos rivais e o Sporting vai apresentar uma equipa à altura de lutar pelo título".

Ler mais

Exclusivos

Premium

nuno camarneiro

Uma aldeia no centro da cidade

Os vizinhos conhecem-se pelos nomes, cultivam hortas e jardins comunitários, trocam móveis a que já não dão uso, organizam almoços, jogos de futebol e até magustos, como aconteceu no sábado passado. Não estou a descrever uma aldeia do Minho ou da Beira Baixa, tampouco uma comunidade hippie perdida na serra da Lousã, tudo isto acontece em plena Lisboa, numa rua com escadinhas que pertence ao Bairro dos Anjos.

Premium

Rui Pedro Tendinha

O João. Outra vez, o João Salaviza...

Foi neste fim de semana. Um fim de semana em que o cinema português foi notícia e ninguém reparou. Entre ex-presidentes de futebol a serem presos e desmentidos de fake news, parece que a vitória de Chuva É Cantoria na Aldeia dos Mortos, de Renée Nader Messora e João Salaviza, no Festival do Rio, e o anúncio da nomeação de Diamantino, de Daniel Schmidt e Gabriel Abrantes, nos European Film Awards, não deixou o espaço mediático curioso.