Raphaël Guerreiro falha treino da seleção no Algarve

Mialgia impediu o lateral esquerdo do Borussia Dortmund de treinar com o resto da equipa no Estádio do Algarve.

Raphaël Guerreiro esteve esta quarta-feira ausente do treino de adaptação da seleção portuguesa ao relvado do Estádio Algarve, onde na quinta-feira defronta a Croácia, vice-campeã do Mundo, naquele que será o primeiro jogo desde o Mundial2018.

O jogador do Borussia Dortmund foi o único dos 24 jogadores convocados por Fernando Santos a falhar a sessão devido a problemas físicos, segundo informou a Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

Gonçalo Guedes, que tinha estado ausente dos treinos, realizados ainda na Cidade do Futebol, já integrou a sessão, ou pelo menos os 15 minutos abertos à comunicação social, que só dá para ver o habitual aquecimento com bola e distribuição de coletes para fazer dois grupos para trocar umas bolas.

Após o treino, Fernando Santos vai abordar o jogo frente à vice-campeã mundial. O jogo com a Croácia é na quinta-feira, às 19.45 (RTP1), no Estádio Algarve, num jogo particular.

Quatro dias depois, na segunda-feira, a equipa das quinas defronta a Itália, no Estádio da Luz, em Lisboa, na primeira jornada do Grupo 3 da Liga das Nações.

Exclusivos

Premium

Leonídio Paulo Ferreira

Nuclear: quem tem, quem deixou de ter e quem quer

Guerrilha comunista na Grécia, bloqueio soviético de Berlim Ocidental ou Guerra da Coreia são alguns dos acontecimentos possíveis para datar o início da Guerra Fria, que alguns até fazem remontar à partilha da Europa em esferas de influência por Churchill e Estaline ainda o nazismo não tinha sido derrotado. Mas talvez 29 de agosto de 1949, faz agora 70 anos, seja a melhor opção, afinal nesse dia a União Soviética fez explodir a sua primeira bomba atómica e o monopólio da arma pelos Estados Unidos desapareceu. Sim, foi o teste em Semipalatinsk que estabeleceu o tal equilíbrio do terror, primeiro atómico e depois nuclear, que obrigou as duas superpotências a desistirem de uma Guerra Quente.