Transferência de Dyego Sousa para a China rende 4,9 milhões ao Sp. Braga

Minhotos já comunicaram o negócio à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários.

O Sporting de Braga chegou a acordo para a transferência do avançado Dyego Sousa para o Shenzhen Football Club, da China, por 5,4 milhões de euros, revela um comunicado do clube bracarense. Na informação enviada pelo Sporting Clube de Braga -- Futebol SAD à CMVM o clube diz ainda que o clube chinês "não poderá efetuar qualquer dedução" no pagamento a efetuar nem exigir qualquer tipo de reembolso.

Apesar de a transferência ter sido feita por 5,4 milhões de euros, o Sp. Braga, numa outra nota enviada à CMVM, informa que "a transferência do jogador importa para a Sporting Clube de Braga - futebol, SAD um encargo com serviços de intermediação no valor de 540.000,00€ (quinhentos e quarenta mil euros)". Ou seja, nos cofres do Sp. Braga vão entrar 4,9 milhões de euros depois de descontado o valor a pagar ao empresário.

O presidente do Sporting de Braga, António Salvador, tinha dito esta semana que a contratação de um avançado para render Dyego Sousa não é prioritária, tendo em conta os regressos de Hassan, após empréstimo aos gregos do Olympiacos, em 2018/19, e de Stojiljkovic, que esteve cedido ao Kayserispor (Turquia), ao Estrela Vermelha (Sérvia) e ao Maiorca (Espanha) nos últimos dois anos.

Dyego Wilverson Ferreira Sousa, de 29 anos, foi o sétimo jogador naturalizado na seleção portuguesa, contando com duas internacionalizações.

Exclusivos