Histórico. Renascido Tiger Woods iguala recorde de vitórias no golfe

Tiger Woods igualou a mítica marca de Sam Snead, ao somar em Chiba, no Japão, o 82.º triunfo da carreira, no primeiro torneio da sua 23.ª época.

Vinte e três anos depois da sua primeira vitória, no Las Vegas Invitational de 1996, e quatro cirurgias nas costas, cinco operações no joelho e vários outros problemas pessoais depois, Tiger Woods reforçou na madrugada desta segunda-feira [fuso horário de Portugal] a sua lenda no mundo do golfe, ao igualar o recorde de vitórias no principal circuito da modalidade, o PGA Tour.

Com o triunfo no inaugural Zozo Championship, no Japão, o renascido Tiger conseguiu, aos 43 anos, somar a sua 82.ª vitória na carreira, alcançando o mítico recorde de Sam Snead (que ganhou 82 torneios entre as décadas de 1930 e 1960), uma das marcas mais siginficativas da modalidade.

"É gratificante redescobrir o caminho", disse Woods, sobre as muitas reviravoltas no seu trajeto recente. "Houve momentos difíceis, tentando descobrir o caminho certo, mas voltei com estilos de jogo diferentes ao longo dos anos, novos padrões de movimentos, e isso foi obviamente o maior desafio", disse o golfista norte-americano, citado pelo jornal USA Today.

"Então, tendo passado por mais uma cirurgia há alguns meses e conseguir novamente voltar e ganhar logo um torneio, não é fácil de fazer", sublinhou o homem que revolucionou a história do golfe. "É inacreditável, é demais. Consegui ser consistente na maior parte da minha carreira e hoje foi um daqueles dias em que consegui fazer o meu jogo", disse Tiger, que há dois meses foi submetido a uma artroscopia ao joelho esquerdo.

Mas Tiger já fez isso várias vezes. Fê-lo após uma cirurgia de fusão espinhal [abril de 2017], fê-lo depois de um escândalo público de infidelidade, de uma detenção por condução sob efeitos de alcool, após o tratamento por abuso de substâncias e fê-lo mesmo tendo jogado apenas quatro torneios em 2016-17.

Em busca dos 18 majors de Jack Nicklaus

A realidade é que Tiger Woods voltou ao topo quando praticamente todo o mundo do golfe o julgava acabado. E 2019 é um ano em que esse renascimento tem sido celebrado em grande. Já em abril deste ano, recorde-se, Tiger Woods tinha voltado a ganhar um Masters de Augusta, o seu 15.º major [como são conhecidos os principais torneios do circuito] da carreira. Agora, no Japão, igualou a histórica marca de Sam Snead. Na mira, ainda os 18 majors de Jack Nicklaus.

Tiger Woods comandou o Zozo Championship de princípio ao fim e nesta madrugada de segunda-feira não desperdiçou, nos sete buracos que lhe faltavam disputar, a vantagem conquistada no domingo, de três pancadas sobre o japonês Hideki Matsuyama.

No total, o norte-americano, que havia marcado 64 pancadas no primeiro dia, 64 no segundo e 66 no terceiro, fechou a prova com 261 pancadas, 19 abaixo do par, batendo por três Matsuyama, que terminou no segundo lugar.

O norte-irlandês Rory McIlroy e o sul-coreano Sungjae Im repartiram o terceiro posto, com 267 pancadas.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG