Gibraltar vence Arménia e torna a fazer história

Um golo de grande penalidade, aos 88 minutos, deu a Gibraltar o primeiro triunfo de sempre numa prova oficial desde que está sob a égide da FIFA

Uma enorme surpresa na segunda jornada da Liga das Nações. A modesta seleção de Gibraltar venceu este sábado fora a Arménia, por 1-0, naquele que marcou o primeiro triunfo de sempre numa competição oficial desde que a sua federação pertence à FIFA, o que aconteceu em maio de 2016.

A 25 de março, a seleção de Gibraltar tinha feito história, ao vencer pela primeira vez um jogo desde que estava sob a égide da FIFA. Nesse dia, o pequeno país recebeu e venceu a Letónia, por 1-0, num jogo particular, graças a um golo de Liam Walker, que atuava num clube da IV Divisão inglesa, aos 88 minutos.

O feito deste sábado é ainda maior, dado tratar-se de um jogo fora de casa e numa competição oficial. O herói de mais este conto de fadas foi Joseph Chipolina, que aos 50 minutos, na cobrança de uma grande penalidade, deu o triunfo a Gibraltar.

A partida deste sábado ficou marcada momentos antes do jogo por um incidente, já que na altura dos hinos foi tocado o do Liechtenstein, algo que deixou a federação de Gibraltar irritada.

Em toda a sua história, até março deste ano, a seleção de futebol de Gibraltar tinha apenas uma vitória nos jogos realizados - frente a Malta (1-0), em 2014 -, mas nessa altura apenas se encontrava filiada na UEFA.

Mesmo com o triunfo deste sábado, Gibraltar continua no último lugar do Grupo 4 da divisão D da Liga das Nações, com três pontos, os mesmos que a Arménia, que está à frente devido à diferença de golos. No jogo da segunda jornada, Gibraltar tinha perdido por 2-0 com o Liechtenstein. E na estreia na Liga das Nações foi derrotado pelo mesmo resultado em casa com a Macedónia.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG