Frederico Morais vence Hawaian Pro e regressa à elite mundial

Português já esteve na liga mundial em 2017 e 2018. Volta em 2020.

O surfista português Frederico Morais venceu este domingo o Hawaian Pro, prova de 10.000 pontos do circuito de qualificação da Liga Mundial de Surf (WSL), e assegurou a presença no circuito principal no próximo ano.

Kikas, como é conhecido, garantiu o primeiro lugar na final disputada na praia de Haleiwa, depois de eliminar Kelly Slater, com 12,77 pontos, requalificando-se para a elite mundial do surf em 2020, onde já competiu em 2017 e 2018.

O surfista do Guincho tornou-se no primeiro atleta português a vencer esta prova no Havai, depois de já ter atingido a final em 2016 (ficou em segundo, atrás do havaiano e bicampeão do mundo John John Florence), impondo-se desta feita ao italiano Leonardo Fioravanti (11,50), ao sul-africano Matthew McGillivray (10,33) e ao australiano Ethan Ewing (9,67).

No final a festa foi portuguesa, com Frederico a ser carregado em ombros até ao pódio, enquanto a praia o aplaudia em peso. "Tive um ano complicado em 2018, onde acabei por cair do WCT. Por isso, conseguir o regresso este ano foi incrível. Quero agradecer a todos os que acreditaram em mim. Ganhar a Triple Crown seria um sonho. O próximo campeonato é em Sunset, uma onda que também gosto muito, mas vou tentar focar-me apenas em continuar a divertir-me e a tentar surfar o meu melhor", frisou o surfista português durante a entrega de prémios.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG