Jogadores do Leicester viajam de autocarro para Gales para não ferirem suscetibilidades

Ricardo Pereira, Adrien Silva e companheiros defrontam Cardiff no sábado, mas entendem que uma viagem de avião não seria adequada devido à forma como o dono morreu

O filho do dono do Leicester, que morreu num acidente de helicóptero no sábado, prometeu esta quarta-feira honrar a memória do pai dando continuidade à "grande visão e sonhos" que este tinha para o clube da liga inglesa.

"Dele recebi uma grande missão e um legado para transmitir e pretendo cumpri-lo", disse Aiyawatt Srivaddhanaprabha em tributo ao seu pai, Vichai, que morreu com mais quatro pessoas quando o seu helicóptero ficou fora de controlo quando abandonava o estádio após o jogo entre o Leicester e o West Ham, da liga inglesa, disputado no sábado.

Vichai, um bilionário tailandês, dono do grupo King Power, liderou o consórcio que comprou o Leicester em agosto de 2010 e estabeleceu um vínculo estreito não apenas com a equipa, mas também com a comunidade local. O seu filho Aiyawatt é vice-presidente do clube.

Numa mensagem na qual assumiu o seu compromisso com o clube, Ayaawatt afirmou que o seu pai transformou o clube numa família: "Nada mais o faria orgulhoso do que ver a família do Leicester City a apoiar-se mutuamente num momento tão triste como este".

Os jogadores do Leicester vão entrar em campo pela primeira vez desde o acidente, quando visitarem no sábado o estádio do Cardiff em jogo da liga inglesa.

As raposas decidiram viajar para o País de Gales de autocarro na próxima sexta-feira, por entenderam que uma viagem de avião feriria a sensibilidade de toda a família do Leicester em função das circunstâncias da morte Vichai. A viagem será de cerca de 230 quilómetros e deverá durar pouco mais de duas horas e meia.

Entretanto, vários grupos de adeptos do clube reuniram-se esta quarta-feira para planearem uma homenagem ao malogrado dono do clube no próximo jogo em casa do Leicester frente ao Burnley, marcado para 10 de novembro.

O plano passa por uma marcha pelo centro da cidade de Leicester até ao King Power Stadium antes do jogo, com a participação de 5.000 adeptos, numa alusão às hipóteses que eram atribuídas à equipa no início da época 2015/16, que eram de 5. 000 para 1, para conquistar o título inglês, o que veio a tornar-se realidade.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG