FC Porto divide ato eleitoral por dois dias. Sócios escolhem presidente em junho

Eleições estavam previstas para o dia 18 de abril, mas forma adiadas devido à pandemia

O FC Porto vai a votos nos dias 6 e 7 de junho das 10.00 às 19.00. A Mesa da Assembleia Geral comunicou esta segunda-feira que o ato eleitoral se vai realizar durante dois dias, para "evitar aglomerados" de pessoas nas filas para votar e assim permitir que todos os que quiserem exercer o direito de voto o possam fazer sem violar as regras sanitárias em vigor devido à pandemia.

O ato eleitoral decorrerá no pavilhão do clube, o Dragão Arena, que será desinfetado e terá gel desinfetante em cada uma das cabines de votos. Os sócios portista terão de usar máscara no interior do recinto e cumprir a distância de segurança recomendada. Já as urnas serão lacradas no final do primeiro dia e guardadas por seguranças e agentes da PSP.

O comunicado da Mesa da AG portista lembra ainda que há decisões que urgem ser tomadas e o atual elenco diretivo já ultrapassou o seu mandato.

Desta vez Pinto da Costa terá oposição. O atual presidente corre, por um lugar que é seu desde 1982, com José Fernando Rio e Nuno Lobo. Estes são os três candidatos à presidência dos dragões, que irão aparecer no boletim de voto, por esta ordem: Lista A - Pinto da Costa; Lista B - Nuno Lobo; Lista C - José Fernando Rio. Depois há ainda uma lista denominada Por um porto insubmisso, eclético e triunfante e liderada por Miguel Brás da Cunha, que se apresenta apenas ao Conselho Superior, ficará com a letra D.

O ato eleitoral portista estava inicialmente marcado para o dia 18 de abril, mas o estado de emergência associado à pandemia da covid-19 obrigou ao adiamento do ato eleitoral. Foi depois decidido pela Mesa que o melhor seria realizar o ato eleitoral após o desconfinamento marcado para dia 1 de junho, marcando agora o evento para dia 6 e 7 de junho.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG